A primeira pessoa no mundo a ter crânio impresso em 3D

0
Powered by Rock Convert

Criança na China é a primeira pessoa no mundo a ter crânio impresso em 3D

Médicos usam a tecnologia para salvar menina que sofria de hidrocefalia e tinha a cabeça quatro vezes maior que o normal

 

Han Han, de 3 anos, com sua tia em hospital de Changsha, província de Hunan, na China, depois da cirurgia que implantou três peças de malha de titânio para substituir seu crânio - (Foto: CHINA STRINGER NETWORK / REUTERS)

Han Han, de 3 anos, com sua tia em hospital de Changsha, província de Hunan, na China, depois da cirurgia que implantou três peças de malha de titânio para substituir seu crânio – (Foto: CHINA STRINGER NETWORK / REUTERS)


Uma chinesa de 3 anos entrou para a História ao se tornar a primeira pessoa no mundo a ter todo o crânio reconstruído por impressoras 3D. Han Han sofria de hidrocefalia, um acúmulo de líquido no crânio que fez sua cabeça crescer quatro vezes mais que o tamanho normal. Em 15 de julho de 2015, ela passou por 17 horas de uma cirurgia que implantou três peças de titânio para substituir seu crânio.

Han Han, de 3 anos, sofre de hidrocefalia, acúmulo de líquido dentro do crânio, e passou por cirurgia para implantar três peças de titânio para substituir seu crânio - (Foto: CHINA STRINGER NETWORK / REUTERS)

Han Han, de 3 anos, sofre de hidrocefalia, acúmulo de líquido dentro do crânio, e passou por cirurgia para implantar três peças de titânio para substituir seu crânio – (Foto: CHINA STRINGER NETWORK / REUTERS)

 

A doença estava tão avançada que o líquido encheu 85% de seu cérebro, fazendo pressão e danificando algumas funções, como o fluxo de sangue. Como a cabeça pesava mais do que a metade de seu peso corporal, Han Han fazia um esforço enorme para se levantar do travesseiro, o que a obrigou ficar de cama por quase um ano.

 

Só depois que sua família foi avisada que seu crânio poderia se romper a qualquer momento a cirurgia foi marcada em caráter de urgência — mas a família não podia pagar os custos, de cerca de US$ 80 mil (R$ 240 mil). Os pais da menina começaram uma luta contra o tempo e conseguiram doações.

oexploradorPowered by Rock Convert

 

Han Han depois da cirurgia de 17 horas no hospital de Changsha, na China - (Fonte: CHINA STRINGER NETWORK / REUTERS)

Han Han depois da cirurgia de 17 horas no hospital de Changsha, na China – (Fonte: CHINA STRINGER NETWORK / REUTERS)

 

Durante a operação, couro cabeludo e o crânio de Han Han foram removidos. Seu cérebro foi então reposicionado e o enorme volume de excesso de líquido, drenado. Para recompor o crânio, os cirurgiões usaram a tecnologia de impressão 3D para criar um crânio de liga de titânio e configurá-lo na cabeça de Han Han. Antes da cirurgia, os médicos tinham usado tomografia computadorizada e dados 3D para criar três implantes de titânio que, combinados, poderiam substituir toda a parte superior do crânio da menina.

Ao longo de sua vida os implantes acompanharão o crescimento, sendo rodeados por seu próprio osso, reforçando a parte superior de seu crânio. Para alívio de sua família, ele operação foi um sucesso.

(Fonte: http://oglobo.globo.com/sociedade/saude -16780771#ixzz3g4dVk9YK – Changsha, CHINA – SOCIEDADE – SAÚDE – POR O GLOBO – 16/07/2015)

© 1996 – 2015. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A.

Powered by Rock Convert
Share.