Se tornou a primeira pessoa da história a dar 11 voltas completas ao redor do mundo sozinho navegando um barco a vela

0
Powered by Rock Convert

Aos 81 anos, velejador australiano faz história ao chegar a marca de 11 voltas completas ao mundo sozinho

 

Jon Sanders, que começou a velejar ao redor do planeta próximo aos 40 anos de idade, já bateu o total de 12 recordes

 

O velejador australiano Jon Sanders chegou a um recorde histórico no dia 31 de janeiro de 2021. Aos 81 anos, ele se tornou a primeira pessoa da história a dar 11 voltas completas ao redor do mundo sozinho navegando um barco a vela. Ao mesmo tempo, quebrou outra marca ao ser o mais velho a completar uma navegação desse porte. A informação é do blog “Histórias do Mar”.

– É simplesmente impressionante. Dar 11 voltas ao mundo navegando em solitário é algo realmente extraordinário. Mas fazer isso aos 81 anos de idade é quase inacreditável – disse o Comodoro do Iate Clube de Perth, no sudoeste da Austrália, de onde Jon Sanders sempre parte e retorna de suas voltas pelo mundo.

 

oexploradorPowered by Rock Convert

Foi próximo aos 40 anos que o velejador decidiu pegar um pequeno barco antigo de 10 metros que ele tinha, batizado de Perie Banou, nome da fada de “1001 Noites”, e iniciou as voltas ao redor do mundo. O intervalo entre a primeira e a segunda vez que Jon saiu velejando foi de quatro anos, mas a segunda teve um desafio maior: deu duas voltas ao mundo sem parar em nenhum lugar, ficando dois anos sozinho no mar.

 

Dois anos depois trocou novamente de barco, pegando um de 12 metros, considerado intermediário, o Perie Banou II, onde vive até hoje. Com o novo barco, ele partiu mais seis vezes, sendo a última delas agora aos 81 anos.

 

No total, Jon Sanders já bateu 12 recordes, mas ele afirma que nunca ligou para essas marcas.

– Eu nunca quis ser famoso, quebrar recordes ou me tornar a primeira pessoa a fazer determinada coisa. Se elas aconteceram, foi porque eu estava apenas convencendo a mim mesmo de que poderia fazê-las. E fiz porque quis, não porque perseguisse algo ou uma meta – contou ele, que não descarta dar outra volta ao mundo.

– Quem sabe? A gente nunca pode dizer nunca mais – afirmou.
(Fonte: https://istoe.com.br – EDIÇÃO Nº 2668 – ESPORTES / por Parceria Lance & IstoÉ – 06/03/2021)
(Fonte: https://br.financas.yahoo.com/noticias – NOTÍCIAS / por LANCE! – 6 de março de 2021)
Powered by Rock Convert
Share.