O primeiro piloto a somar 100 vitórias na Fórmula 1

0
Powered by Rock Convert

Hamilton fatura 100ª vitória na F1 em final caótico com chuva na Rússia

Norris se nega a parar por pneus intermediários, é surpreendido com temporal e acaba superado pelo piloto da Mercedes, que reassume liderança do campeonato; Verstappen e Sainz completam pódio

 

Hamilton é o primeiro piloto a somar 100 vitórias na F1

 

Sob chuva e imprevistos

 

A vitória de número 100 de Lewis Hamilton na Fórmula 1 veio com emoção nas voltas finais do GP da Rússia neste domingo, embaralhado pela chuva que chegou de surpresa e se tornou o pesadelo de Lando Norris, pole position e líder de boa parte da disputa: o britânico se recusou a adotar os pneus intermediários e, patinando na pista nos últimos giros, viu o rival da Mercedes tomar a ponta para voltar ao lugar mais alto do pódio, desde o GP da Inglaterra, em julho.

Max Verstappen e Carlos Sainz completam as três primeiras colocações. Além do triunfo, o heptacampeão reassumiu a liderança do campeonato de pilotos, superando o rival da RBR a seis etapas para o fim da temporada.

A chuva foi decisiva para o desfecho da prova que, nas voltas iniciais, concentrou-se entre Norris e Carlos Sainz, que partiu da segunda colocação e chegou a liderar algumas voltas após superar o britânico na largada, sendo superado posteriormente por ele.

Hamilton, largando em quarto, caiu para sétimo no início da corrida mas descontou o prejuízo e, na metade final da disputa, pressionou o compatriota da McLaren até a precipitação. Neste momento, ele abdicou da vice-liderança para trocar os compostos médios pelos pneus intermediários – decisão que se mostrou acertada.

Max Verstappen fez uma prova de recuperação, largando em 20º após trocar a unidade de potência e outros componentes do carro. A segunda colocação na disputa valeu como uma contenção de danos; embora tenha perdido a liderança do Mundial, a diferença para Hamilton é de apenas dois pontos.

Sainz foi superado por Pérez pouco antes da chegada da chuva, mas a ida de parte do grid aos boxes para a troca de pneus de pista molhada bagunçaram a classificação e o espanhol recuperou o posto, faturando o terceiro pódio em 2021.

Norris, que adotou os pneus intermediários no fim da prova, terminou em sétimo lugar. Logo atrás, George Russell, que largou em terceiro, garantiu mais dois pontos para a Williams com a nona colocação; foi sua quarta vez entre os dez primeiros nas últimas cinco etapas.

Com a quinta vitória em 2021, Hamilton recuperou a liderança do campeonato de pilotos com 246.5 pontos, contra 244.5 de Verstappen. Bottas terminou em quinto lugar após largar em 16º, e ampliou sua vantagem na terceira colocação sobre Norris de nove para 12 pontos. No Mundial de Construtores, a Mercedes segue líder com 397.5 pontos, aumentando a diferença para a RBR de 18 para 33 pontos.

A largada

 

O pole Lando Norris abriu uma boa distância para os rivais nos primeiros metros da prova, mas acabou exposto pela extensão da reta de largada; Carlos Sainz, ao seu lado, quase foi ultrapassado por George Russell, mas defendeu a posição para superar o piloto da McLaren e assumir a liderança.

Lewis Hamilton e Daniel Ricciardo cercara o britânico da Williams na tentativa de aproximação do carro da Ferrari, porém, os dois recuaram; Hamilton caiu para a sétima colocação, vendo Lance Stroll passar em sua frente e tomar a quarta colocação.

 

Max Verstappen, que largou em 20º, apareceu em 17º atrás de Nicholas Latifi. Valtteri Bottas, que também trocou de motor antes da prova deste domingo para segurar o holandês, ganhou uma posição e pulou para 15º.

Momentos-chave

 

1. Depois de perder três posições na largada, Hamilton passa Alonso e é o sexto colocado, atrás de Ricciardo.

 

2. Verstappen começa sua jornada à zona de pontuação: primeiro, ultrapassa Nicholas Latifi e Nikita Mazepin, surgindo em 15º, atrás de Bottas. O finlandês fez a melhor volta da prova provisoriamente mas dois giros depois, não conteve o ataque do rival da RBR e perdeu a 14ª colocação sem muita resistência – apesar da Mercedes ter decidido trocar seu motor para mantê-lo perto do holandês.

3. Charles Leclerc, que largou em 19º ao lado de Verstappen, ganhou seis posições ainda no início da prova e apareceu em 13º até o 10º giro. O monegasco superou Sebastian Vettel, mas errou e viu o holandês da RBR deixá-lo para trás e ocupar a 12ª colocação à sua frente.

4. Lance Stroll é o primeiro a ir para a troca de pneus na volta 13, indo de quarto para 15º no momento em que retorna para a pista. Norris, depois das voltas em que esboçou uma reação a Sainz, finalmente ultrapassou o espanhol para recuperar a liderança. No giro seguinte, Russell foi aos boxes, retornando em 14º e dando espaço para Ricciardo tomar a terceira colocação.

 

5. Sainz fez seu primeiro pit stop na volta seguinte. Com isso, Ricciardo herdou a vice-liderança da prova e Hamilton pulou para segundo, tendo Sergio Pérez, companheiro de Verstappen – que já vinha em oitavo – em sua cola. Dois giros depois, o holandês já estava na sexta colocação.

6. Verstappen, na quinta colocação, se aproxima de Alonso enquanto a prova se aproxima de sua metade. Pérez permanece em quarto lugar, cerceando Hamilton, que está a menos de 1s de Ricciardo. Diferença deles para Norris é de 11s.

7. Na 23ª volta, Ricciardo vai aos boxes para trocar os pneus médios pelos duros mas tem um problema na parada, caindo para 14º; o heptacampeão da Mercedes herda a segunda colocação na disputa.

oexploradorPowered by Rock Convert

 

7. Hamilton e Verstappen vão aos boxes na volta 27. O britânico troca os pneus médios pelos duros, enquanto o rival da RBR faz o inverso; enquanto Max retorna para a pista em 12º, o vice-líder do campeonato consegue voltar em nono lugar. No pelotão intermediário, Sainz supera Bottas e assume a sexta colocação. Na ponta, Pérez sobe para segundo e Alonso, terceiro, com Leclerc em quarto.

8. Norris visitou os boxes no giro seguinte e, com uma parada de 2s9, retornou para a disputa em quarto lugar após trocar os pneus duros pelos médios. Depois dele foi a vez de Bottas, que vinha em sétimo, fazer a escolha inversa de compostos e retornar em 14º. Assumindo a antiga posição do colega da Mercedes, Hamilton sobe pra sétimo ao superar Stroll enquanto Verstappen está em décimo, após ultrapassar Russell.

9. Hamilton abriu a asa na 30ª volta e passou Sainz e Pierre Gasly, surgindo em quinto, atrás de Norris. Quatro giros depois, o francês da AlphaTauri foi para a troca de pneus no momento em que Norris ultrapassou Leclerc para entrar no top 3 da prova, atrás de Alonso e Pérez – o monegasco seria superado pelo piloto da Mercedes pouco depois. Mick Schumacher, que vinha em 19º, abandonou a prova com um problema de vazamento hidráulico.

10. Leclerc vem para os boxes na volta 36 e, com problema na fixação de um dos pneus, retorna para a pista em 13º lugar, à frente de Bottas. Alonso e Pérez também param e, com isso, Norris recupera a liderança da prova, tendo Hamilton na segunda colocação. O espanhol da Alpine, encontrando-se no meio do grid após o pit stop, ultrapassou Verstappen pelo sexto lugar.

11. Algumas gotas de chuva começaram a cair a oito voltas para o fim da prova, quando Hamilton se aproximava de Norris e Pérez superou Sainz pelo terceiro lugar. Hamilton foi para os boxes para adotar os pneus intermediários, repetindo a estratégia de Verstappen, Sainz, Bottas, Russell, Raikkonen, Mazepin, Ricciardo e Stroll. Norris, na ponta, optou por permanecer na pista e começou ali seu pesadelo: a chuva apertou e ele, patinando, quase bateu na barreira de proteção. De segundo, caiu para sétimo lugar, com Verstappen assumindo a vice-liderança da disputa nos giros finais.

(Fonte: https://ge.globo.com/motor/formula-1/noticia – MOTOR / FÓRMULA-1 / NOTÍCIA / Por Redação ge — Sochi, Rússia – 
Powered by Rock Convert
Share.