Karl Landsteiner, patologista e imunologista austríaco

0
Powered by Rock Convert

Suas descobertas salvaram a vida de milhões de pessoas

Karl Landsteiner (Foto: Emaze/Divulgação)

Karl Landsteiner (Foto: Emaze/Divulgação)

Karl Landsteiner (Baden, Baixa Áustria, 14 de junho de 1868 – Nova York, 26 de junho de 1943), patologista e imunologista austríaco. Em 1901 percebeu diferenças nos glóbulos vermelhos, as hemácias. Elas variavam de acordo com a presença ou ausência de certas substâncias na membrana celular, as quais ele chamou de antígenos A e B. Uma descoberta que lhe valeu o Prêmio Nobel de Medicina, no dia 12 de dezembro de 1930.

oexploradorPowered by Rock Convert

Aos antígenos correspondiam células de defesa circulantes no soro, batizadas de anticorpos anti-A e anti-B. Partindo dessas conclusões, Landsteiner classificou os tipos sanguíneos em grupos A (com antígenos A e anticorpos anti-B), B (com antígenos B e anticorpos anti-A), AB (com antígenos A e B e sem anticorpos) e O (sem antígenos e com anticorpos anti-A e anti-B).

Os revolucionários achados de Landsteiner melhoraram sensivelmente a segurança das transfusões, mas reações indesejáveis continuavam ocorrendo em cerca de 15% dos casos. Esse último mistério foi desvendado em 1939, quando se descobriu que, além dos antígenos A e B, as hemácias apresentam o D, batizado de fator Rh, que pode ser positivo ou negativo. A partir daí, os testes de compatibilidade passaram a incluir também esse dado, tornando a transfusão um procedimento médico rotineiro e praticamente sem riscos.

(Fonte: Revista Escola –- Ano XV -– N° 129 –- Janeiro/Fevereiro 2000 -– Maria de La Luz Mariz – Pág; 49)

Powered by Rock Convert
Share.