Foi a primeira mulher a ser nomeada para uma cadeira de teologia da Igreja Católica

0
Powered by Rock Convert

Uta Ranke-Heinemann, é a autora de Eunucos no Reino de Deus (1988), obra que faz um inventário do pensamento e das atitudes da Igreja Católica com relação ao sexo ao longo de 2 000 anos.

Ranke-Heinemann, notabiliza-se pela bagagem acadêmica como pelos laços de parentesco. É filha de Gustav Heinemann (Schwelm, Alemanha, 23 de julho de 1899 – Essen, Alemanha, 7 de julho de 1976), foi presidente da República Federal da Alemanha, a então Alemanha Ocidental, entre 1° de julho de 1969 a 30 de julho de 1974. Ele tornou-se famoso por ter aceitado os protestos estudantis de 1968. Destacou-se como Ministro da Justiça de 1° de dezembro de 1966 a 26 de março de 1969.

oexploradorPowered by Rock Convert

Ranke-Heinemann estudou teologia em Oxford, Bonn, Basiléia e Montpellier. Nascida protestante, converteu-se ao catolicismo por volta dos 25 anos de idade. E tanto se destacou como teóloga que foi a primeira mulher a ser nomeada para uma cadeira de teologia sob os auspícios oficiais da Igreja Católica – na Universidade de Essen, Alemanha.

Igualmente, foi a primeira mulher a perder uma cátedra oficialmente patrocinada pela hierarquia católica. Isso ocorreu em 1987, como punição por uma posição considerada herética: Ranke-Heinemann nega a tese da virgindade de Maria, a mãe de Jesus.

(Fonte: Veja, 20 de março de 1996 – ANO 29 – Nº 12 – RELIGIÃO/ Por ROBERTO POMPEU DE TOLEDO – Pág: 56/62)

Powered by Rock Convert
Share.