“A situação ficou insustentável.” Luiz Inácio Lula da Silva, presidente da República, ao saber em Brasília do depoimento do presidente da Caixa na Polícia Federal, dando conta de que entregou o extrato bancário do caseiro nas mãos do ministro Palocci

0
Powered by Rock Convert

A situação ficou insustentável.”

Luiz Inácio Lula da Silva, presidente da República, ao saber em Brasília do depoimento do presidente da Caixa na Polícia Federal, dando conta de que entregou o extrato bancário do caseiro nas mãos do ministro Palocci

 

 

A situação ficou insustentável.

Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente da República, ao saber em Nova York da mesma notícia

 

 

Está provado que o lado mais fraco não é o do simples caseiro. É o da mentira.”

Francenildo dos Santos Costa, o caseiro Nildo, pivô da crise que resultou na queda do ministro da Fazenda Palocci

(Fonte: Veja, 5 de abril de 2006 – ANO 39 – Nº 13 – Edição 1950 – PANORAMA – Veja Essa – Editado por JULIO CESAR DE BARROS – Pág: 48/49)

 

 

 

 

 

 

 

Autorizo a CPI a abrir meu sigilo bancário. Mas espero que os ricos que estão sendo investigados façam o mesmo.”

Francenildo Santos Costa, o Nildo, em telefonema para o senador Álvaro Dias, da CPI dos Bingos

 

 

O sigilo do Francenildo, que é pobre, honesto e nordestino, como o presidente Lula era, está igual a porta de igreja, aberto para todo mundo. Mas o do Paulo Okamotto está mais fechado que os olhos dele (Lula).”

Carlos Alberto Leréia, deputado federal (PSDB-GO)

 

 

Como demorando? Você está no Brasil, pelo amor de Deus.”

Wilson Damázio, delegado da Polícia Federal, sobre a demora na apuração da violação do sigilo bancário do caseiro Nildo, que aconteceu exatamente porque estamos no Brasil

(Fonte: Veja, 29 de março de 2006 – ANO 39 – Nº 12 – Edição 1949 – PANORAMA – Veja Essa – Editado por JULIO CESAR DE BARROS – Pág: 48/49)

Share.