Só há dois caminhos válidos no mundo do espetáculo: para o alto ou para fora. Brian Epstein

0
Powered by Rock Convert

Os Beatles não foram o maior fenômeno pop mundial do século 20 apenas por seus próprios (e abundantes) talentos. Foi decisiva no sucesso do quarteto a interferência do empresário Brian Epstein. Epstein poliu a imagem do grupo de forma que aqueles jovens roqueiros não parecessem agressivos demais para pais e filhos – e, especialmente, mães e filhas. O empresário também teve de lidar com a enxurrada de produtos que exploraram a marca Beatles, capitalizando muito desse sucesso em termos mercantis.

Conta o próprio Brian, em seu livro de memórias A Cellarful of Noise (1964), que a descoberta dos Beatles se deu quase por acaso. Ele até já teria visto o nome da banda nas páginas do jornal alternativo Mersey Beat, que era vendido na loja de discos NEMS, da família de Brian. Mas, segundo ele, a curiosidade foi desperta quando um jovem entrou na loja pedindo por um compacto recém-lançado na Alemanha com a gravação da banda desconhecida para o hit My Bonnie. O fato é que, em novembro de 1961, ele foi ver o grupo tocar ao meio-dia, no Cavern Club, e ficou imediatamente fascinado pela música e pela personalidade dos Beatles. O resto é história.

Filho de uma família rica, Brian havia estudado teatro e passado pelo exército antes de se tornar empresário de artistas – também agenciou a cantora Cilla Black e a banda Gerry and the Pacemakers, entre outros. Tinha uma personalidade conturbada: era homossexual (o que era considerado crime na Inglaterra de então), costumava perder muito dinheiro em jogos de cartas e, em seus últimos anos, abusava do álcool e das drogas com receita médica – essa combinação o levou à morte prematura, aos 32 anos, em agosto de 1967. Sem ele, os Beatles não teriam a mesma estabilidade, e dois anos depois o grupo estava praticamente dissolvido. A crença de Brian de que “só há dois caminhos válidos no mundo do espetáculo: para o alto ou para fora”, expressa em A Cellarful of Noise, parece ter se confirmado.

(Fonte: Zero Hora – ANO 49 – N° 17.149 – Almanaque Gaúcho Postado – Frase do dia: Brian Epstein/ por Luís Bissigo – 19 de setembro de 2012)

Share.