Madeleine Sherwood, atriz de ‘A Noviça Voadora’

0
Powered by Rock Convert

Madeleine Sherwood, atriz de ‘A Noviça Voadora’

 

Madeleine Sherwood em 1975 (Foto: Michael Ochs Archives/Getty Images)

Madeleine Sherwood em 1975 (Foto: Michael Ochs Archives/Getty Images)

 

Madeleine Sherwood (Montreal, Canadá, 13 de novembro de 1922 – Saint-Hippolyte, Quebec, Canadá, 23 de abril de 2016), atriz conhecida pelos fãs de séries clássicas como a Madre Superiora no seriado de humor A Noviça Voadora

Madeleine Louise Hélène Thornton nasceu no dia 13 de novembro de 1922 em Montreal, Canadá. Estreou aos quatro anos de idade em montagens apresentadas nos palcos da igreja que sua família frequentava. Anos mais tarde, estreou profissionalmente no teatro e na TV canadense antes de se mudar para Nova Iorque, onde estudou com Lee Strasberg no Actors Studio.

Em 1952, fez sua estreia na Broadway com a montagem de The Chase, de Horton Foote. Ao longo de sua carreira, ela esteve em, pelo menos, dezoito montagens da Broadway, entre elas, The Crucible, de Arthur Miller, Camelot, The Night of the Iguana, Do I Hear a Waltz?, Inadmissible Evidence, All OverSweet Bird of Youth e Gata em Teto de Zinco Quente, sendo que ela também integrou o elenco da adaptação cinematográfica das duas últimas.

Ativista política, Madeleine fez parte da lista negra do Comitê de Ações Anti-Americanas da era McCarthy. Lutando pelos direitos civis dos afro-americanos, chegou a participar de comícios realizados por Martin Luther King Jr. Membro da Congress on Racial Equality, Madeleine participou de várias manifestações realizadas no Sul dos EUA. Em pelo menos uma ocasião, a atriz foi presa e condenada a seis meses de trabalhos forçados. Dizem que foi nesse período que ela perdeu parte de sua audição.

 

Madeleine em ‘A Noviça Voadora’ (Foto: ABC/Arquivo)

Madeleine em ‘A Noviça Voadora’ (Foto: ABC/Arquivo)

 

Ainda na década de 1950, ela começou a fazer participações especiais em séries americanas. Ao longo de sua carreira, ela foi vista em episódios de Decoy, Dragnet, Alfred Hitchcock Apresenta, As Enfermeiras, Cidade Nua, O Fugitivo, Ben Casey, Os Violentos, Os Audaciosos, Bonanza, O Jogo Perigoso do Amor, Owen Marshall Counselor at Law, Toma, Columbo, O Carona, Hotel, Cagney & LaceyDinastia, entre outras. Também esteve na minissérie Pobre Homem Rico e nas novelas One Life to Live, Guiding Light e As the World Turns.

oexploradorPowered by Rock Convert

A atriz integrou o elenco fixo de uma única série, A Noviça Voadora, produzida entre 1967 e 1970. Esta é uma adaptação do livro The Fifth Pelican, de Tere Rios.

As histórias acompanhavam a vida da irmã Bertrille (Sally Field), uma jovem que deixou para trás uma vida de festas e viagens para se dedicar ao trabalho humanitário no Convento de San Taco em Porto Rico. Seu pouco peso e baixa estatura combinados com os fortes ventos do local e o chapéu de freira fizeram com que ela fosse capaz de voar. Madeleine interpretou a Reverenda Madre Lydia Placido, que estava no comando do convento.

 

Madeleine em 2010 (Foto: Victoria Film Festival)

Madeleine em 2010 (Foto: Victoria Film Festival)

 

A série foi uma das produções da década de 1960 que, juntamente com alguns filmes do cinema, retratou uma imagem positiva da igreja católica.

Madeleine se aposentou da carreira de atriz em 1989, voltando a morar no Canadá na década de 1990, onde participou de atividades culturais ligadas ao cinema e teatro, bem como de movimentos pelos direitos humanos. Ela foi membro da diretoria do Victoria Film School, que costuma organizar anualmente o Victoria Film Festival; e professora de arte dramática.

Em 1940, ela se casou com Robert Sherwood, de quem se divorciou mais tarde. O casal teve uma filha, Chloe Sherwood. Quando ela se casou, Madeleine se afastou da carreira para se dedicar à família. Mas, após o nascimento da filha, Madeleine sofreu de depressão pós-parto, o que a levou a ser internada em um hospital para doentes mentais. Lá, lhe foi dito que, se ela não melhorasse, seria submetida a uma lobotomia. Temendo o tratamento, ela decidiu retomar sua carreira artística. A atriz se divorciou e se mudou para Nova Iorque.

Em 2010, foi lançado o documentário de curta-metragem, Madeleine’s Method, que apresenta a vida e carreira da atriz e seu método de trabalho.

Madeleine Sherwood faleceu no dia 23 de abril de 2016, aos 93 anos de idade.

(Fonte: http://veja.abril.com.br/blog/temporadas – TEMPORADAS/ Por: Fernanda Furquim – 

Powered by Rock Convert
Share.