Leo Gordon, lenda do faroeste, participou de mais de 80 filmes em sua carreira

0
Powered by Rock Convert

LEO GORDON, LENDA DO ESTILO WESTERN

Leo Gordon e Donna Reed (Foto: ravepad.com/Divulgação)

Leo Gordon e Donna Reed (Foto: ravepad.com/Divulgação)

Leo Gordon (Brooklyn, Nova York, 2 de dezembro de 1922 – Los Angeles, Califórnia, 26 de dezembro de 2000), lenda do faroeste, teve uma vida curiosa. Nascido em dezembro de 1922, no bairro nova-iorquino do Brooklyn, resolveu se juntar ao exército em 1941, mas saiu depois de dois anos. Não tinha paciência para ordens. Começou a praticar furtos para sobreviver.

Depois de ser preso e passar quatro anos na prisão de San Quentin, foi para a Califórnia trabalhar com construção. Foi quando decidiu estudar interpretação. Encontrou um meio de vida e uma esposa, Lynn Cartwright (1927-2004).

Participou de mais de 80 filmes em sua carreira. Entre eles, ”Hondo, Caminhos Àsperos” (Hondo, 1953), ”Meu Nome É Ninguém” (Il Mio Nome E Nessuno, 1973), ”Riot in Cell Block 11” (1954), que foi filmado na prisão Folsom, da Califórnia e ”Tobruk” (Tobruk, 1967), este último tendo escrito também o roteiro. Seu último trabalho no cinema foi uma participação especial no filme ”Maverick”, com Mel Gibson, onde aparece como um jogador de pôquer.

Além de ter participado de quase todos os programas de faroeste da TV americana, como ”Bonanza” e ”Gunsmoke”, Leo Vincent Gordon foi um roteirista versátil, que escreveu desde roteiros de faroeste para TV e cinema, até trabalhos para o rei das produções B, Roger Corman. É o roteirista de ”The Cry Baby Killer”, primeiro filme com Jack Nicholson no elenco.

Leo Gordon morreu em 26 de dezembro de 2000, aos 78 anos, em Los Angeles, Califórnia.

(Fonte: http://www.epipoca.com.br/noticias/ver/27590 – NOTÍCIAS – Da Redação – 28/12/2000)

oexploradorPowered by Rock Convert

Todos os direitos reservados – 2009-2015 Rádio e Televisão Record S/A

 

 

 

 

(Fonte: http://westerncinemania.blogspot.com)

Powered by Rock Convert
Share.