Jerry Falwell, um dos maiores televangelistas americanos e articulador da direita cristã, figura de destaque da direita conservadora nos EUA

0
Powered by Rock Convert

 

 

 

 

 

 

 

Jerry Falwell, líder evangélico de direita nos EUA

Jerry Falwell (Lynchburg, Virgínia, 11 de agosto de 1933 – Lynchburg, Virgínia, 15 de maio de 2007), um dos maiores televangelistas americanos e articulador da direita cristã, figura de destaque da direita conservadora nos Estados Unidos.

Fundador em 1956 de uma pequena congregação em Lynchburg, Falwell criou um império que incluía a Universidade Liberty, redes de televisão e rádio, vários semanários e revistas, num volume de negócios anual de mais de 200 milhões de dólares.

Nos anos 70, Falwell fundou a organização “Moral Majority” para promover suas visões políticas, como o “não” ao aborto, defesa da família tradicional, prioridade para a segurança nacional americana e defesa do Estado de Israel.

Ele criou em 1979 a Maioria Moral, movimento que se envolveu nas duas eleições presidenciais de Ronald Reagan e também nas eleições de George W. Bush.

“Moral Majority” e dezenas de milhares de pastores, padres e rabinos se revelaram uma força mobilizadora considerável que contribuiu fortemente para a vitória de Ronald Reagan à Casa Branca (1981), depois para sua reeleição (1985) e que se renovou para eleger George W. Bush em 2000 e 2004.

Seu movimento chegou a reunir 6,5 milhões de membros e a gastar US$ 69 milhões no apoio a candidatos adversários do aborto, da pornografia, da abolição da reza nas escolas ou dos direitos da população gay. Um semanário o considerou em 1983 como um dos 25 mais influentes americanos.

oexploradorPowered by Rock Convert

O radicalismo de Falwell foi criticado por outros líderes evangélicos de peso, como Billy Graham. Falwell ridicularizou o combate pelos direitos civis de Martin Luther King e beirou o anti-semitismo ao afirmar que “o anti-Cristo é um judeu”.

Seguro de si e deliberadamente provocador, causou violentas polêmicas com suas declarações contra os negros, muçulmanos, judeus, homossexuais, militantes pelos direitos civis e as mulheres.

Dois dias após os atentados do 11 de Setembro, ele afirmou que “os pagãos, os partidários do aborto, as feministas, os gays e as lésbicas” tinha uma parcela de responsabilidade, porque tinham “tentado laicizar a América”.

No ano seguinte, chamou o profeta Maomé de “terrorista”, o que provocou sangrentos protestos na Índia e levou o aiatolá iraniano Ali Khameini a emitir um “fatwa” (decreto religioso) por sua morte.

O senador John McCain, que culpou os militantes da direita linha-dura, como Jerry Falwell, por sua derrota para Bush em 2000, tentou uma reconciliação com ele em 2006. Nesta terça, McCain saudou a memória de “um homem de grande realização que dedicou sua vida a servir sua fé e seu país”.

“Um americano que fundou e dirigiu um movimento baseado em princípios fortes e uma fé forte nos deixou. Ele nos fará muita falta”, acrescentou um dos rivais de McCain na disputa presidencial de 2008, Mitt Romney, que faz campanha em cima de uma imagem de defensor dos valores religiosos.

Pat Robertson, outro importante televangelista ultraconservador dos EUA, homenageou “este ser humano extraordinário”, cujas “coragem e força de convicção nos farão falta, tristemente, nestes tempos de avanço do relativismo moral”.

Jerry Falwell morreu em 15 de maio de 2007, aos 73 anos de idade, de infarto, anunciou Ronald Godwin, vice-presidente da Universidade Liberty, fundada pelo pastor cristão falecido, em sua cidade natal de Lynchburg, Virgínia (leste).

Ele já havia sobrevivido a duas crises cardíacas em 2005.

“Dr. Falwell era um gigante da fé, um líder visionário”, disse Godwin, destacando que o pastor lhe deu instruções para que seu império sobreviva à sua ausência.

 

(Fonte: http://noticias.uol.com.br/ultnot/afp/2007/05/15/ult34u180913 – WASHINGTON, 15 maio 2007 (AFP) – ÚLTIMAS NOTÍCIAS – INTERNACIONAL – 15/05/2007)

(Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/mundo/ft1605200705 – FOLHA DE S.PAULO – MUNDO – ESTADOS UNIDOS – DA ASSOCIATED PRESS – 16 de maio de 2007)

 

 

 

 

 

 

 

 

Powered by Rock Convert
Share.