A primeira mulher a fazer parte da Academia Shell Racing

0
Powered by Rock Convert

1ª mulher da Academia Shell Racing exalta chance: “Sensação inexplicável”

 

Aurélia Nobels, de apenas 12 anos, fez parte da comitiva da Shell presente a Interlagos durante o fim de semana do GP do Brasil, visitou os boxes e hospitality center da Alfa Romeo e teve a chance de conversar com Kimi Räikkönen. Nascida em Boston, a pilota falou sobre a evolução que alcançou nesta temporada com a Academia Shell Racing

 

 

2019 foi, definitivamente, um ano marcante para Aurélia Nobels. Aos 12 anos, a pilota nascida em Boston, EUA, foi anunciada como a primeira mulher a fazer parte da Academia Shell Racing, programa de desenvolvimento de jovens da principal patrocinadora do esporte a motor nacional. No programa, Aurélia vem tendo, desde o começo de 2019, a chance de evoluir dentro e fora das pistas.

 

Aurélia compete neste ano na classe Júnior Menor no calendário do kartismo brasileiro. Chefiada por Onassis de Souza, um dos mais importantes preparadores da modalidade no país, a norte-americana falou, em entrevista ao GRANDE PRÊMIO no fim de semana do GP do Brasil, sobre a importância do seu pioneirismo na Academia Shell Racing e também sobre sua evolução na carreira, além da experiência ímpar que viveu em Interlagos nos boxes da Alfa Romeo.

 

“Para mim, ser a primeira mulher na Academia Shell Racing é muito importante. Importante também pelo fato de ser somente meu segundo ano no kart. Fiquei muito feliz, uma sensação inexplicável. Quero mostrar para as mulheres que, sim, nós conseguimos”, disse a pilota, que salientou seu crescimento e evolução nas pistas.

Powered by Rock Convert

 

“Tenho ido bem nas corridas. Ano passado andava mais atrás, mas nesse ano, contando com o Onassis [como chefe de equipe]e com o apoio dos pilotos mais experientes [da Academia], consigo andar mais acima”, explicou.

 

Nobels recordou a etapa mais marcante para ela na temporada até agora, em junho, pela Copa SP Light de Kart no Kartódromo da Aldeia da Serra. “Teve uma corrida em Interlagos em que larguei em último, 20ª, e consegui ganhar muitas posições, cheguei ao top-5, foi muito importante para mim. Mas me acertaram e cheguei em nono. Mas foi muito importante”.

 

Em Interlagos, Aurélia fez parte de uma grande comitiva da Shell ao lado de outros pilotos como Felipe Baptista, Gabriel Crepaldi, Gianluca Petecof, Ricardo Zonta e Átila Abreu, além do gerente de patrocínios do grupo Raízen, Vicente Sfeir. Nobels teve a oportunidade de acompanhar um pouco da rotina da Alfa Romeo, que conta com o fornecimento de combustíveis e lubrificantes Shell, e ressaltou a chance de conversar com ninguém menos que o campeão mundial de 2007, Kimi Räikkönen.
“Fiquei muito feliz. Foi a primeira vez que vi os carros e pilotos de perto. Tive a chance de conversar com eles, usei o fone [para ouvir o rádio]. Conversei com o Kimi, preparei algumas perguntas a ele, e ele se mostrou muito receptivo e acredita que as mulheres vão longe nas pistas”, destacou.
O fim de semana do GP do Brasil foi marcante para Aurélia e também para a Alfa Romeo, que garantiu seu melhor resultado na temporada com Räikkönen finalizando na quarta colocação, enquanto Antonio Giovinazzi completou em quinto, somando assim seu maior número de pontos durante todo o ano no Mundial de Construtores: 22.

 

(Fonte: https://www.grandepremio.com.br/kart/noticias – KART / NOTÍCIAS / GRANDE PRÊMIO / 1ª mulher da Academia Shell Racing / REDAÇÃO GP, DE SUMARÉ – 21/11/2019)

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Powered by Rock Convert
Share.