“A civilização é a criação de estímulos em excesso constantemente progressivo sobre a nossa capacidade de reação a eles. A civilização é, pois, a tendência para a morte pelo desequilíbrio.” Fernando Pessoa (1888-1935), poeta português, uma das figuras mais singulares e complexas da literatura portuguesa em todos os tempos

0

“A civilização é a criação de estímulos em excesso constantemente progressivo sobre a nossa capacidade de reação a eles. A civilização é, pois, a tendência para a morte pelo desequilíbrio.”

Fernando Pessoa (1888-1935), poeta português, uma das figuras mais singulares e complexas da literatura portuguesa em todos os tempos.

(Fonte: Revista Caras, 1º de dezembro 2017 – Ano 24 – N° 48 – Edição 1256 – CITAÇÕES – Pág: 28)

Share.