O primeiro caso sobre “Direitos da Natureza” a evocar esses direitos não apenas no país, mas em todo o mundo

0
Powered by Rock Convert

Primeiro caso mundial sobre “Direitos da Natureza” será julgado no Equador

 

Escritório de advocacia britânico defende direito à vida de urso-de-óculos, ameaçado pela mineração.

É a primeira Constituição do mundo a tratar a natureza como um assunto de direitos constitucionais com direito à proteção

 

Monica Feria-Tinta, advogada principal do escritório de advocacia britânico 20 Essex Chambers apresentou à Corte Constitucional equatoriana uma ação para impedir a extinção do urso-de-óculos (Tremarctos ornatus), última espécie remanescente de urso nativo da América do Sul.

 

O processo aborda os Direitos da Natureza, presentes na Constituição do Equador, mas esse é o primeiro caso a evocar esses direitos não apenas no país, mas em todo o mundo. A concessão de autorização para mineração em larga escala na floresta de Los Cedros, onde vive o animal, motivou a ação.

 

O Equador foi a primeira nação a incluir os Direitos da Natureza em sua constituição, e havia a expectativa de que se tornasse a primeira nação a proteger grandes áreas de biodiversidade por meio desse dispositivo legal inovador. Interesses dos setores de mineração e combustíveis fósseis têm afastado o país dessa trajetória.

oexploradorPowered by Rock Convert

 

A empresa nacional de mineração do Equador, ENAMI EP, recebeu direitos de exploração da Floresta Protegida Los Cedros, localizada no noroeste do Equador, sendo um dos habitats biologicamente mais diversificados do mundo, com mais de 4.800 hectares de floresta intocada. Esse é o único lugar do mundo onde ainda vive o urso-de-óculos, juntamente a centenas de espécies de plantas e animais endêmicos.

“A Constituição do Equador não concede o direito de levar essas espécies à extinção ou de destruir o funcionamento de ecossistemas naturais de valor mundial. Pelo contrário, é a primeira Constituição do mundo a tratar a natureza como um assunto de direitos constitucionais com direito à proteção”, afirma Feria-Tinta. “Ao decidir sobre este caso, o Tribunal irá, sem dúvida, considerar a noção de ‘dano geracional’ em decorrência da extinção de um mundo natural que não se encontra em nenhum outro lugar”.

 

O escritório 20 Essex Chambers entrou no caso após a corte equatoriana ter selecionado o processo como prioritário para análise em maio de 2020. A jurista impetrou, terça-feira (11) passada, o pedido como Amicus Curiae, termo em latim que significa “amigo da corte” – um instrumento legal que pode ser usado quando o proponente da ação não é parte interessada.

 

Celebridade

O urso-de-óculos, também chamado de urso-andino, ficou conhecido após o filme de animação As aventuras de Paddington, lançado no Brasil em 2014, que tem o animal sul americano como personagem principal. A comédia infanto-juvenil aborda a extinção das florestas, a prática da caça e o direito dos animais à vida.

(Fonte: https://ciclovivo.com.br/planeta/meio-ambiente – PLANETA / MEIO AMBIENTE / Por Redação CicloVivo -17 de agosto de 2020)

Powered by Rock Convert
Share.