Maynard Ferguson, ficou conhecido por sua música “Gonna Fly Now”, trilha sonora do filme “Rocky, o Lutador”

0
Powered by Rock Convert

O trompetista de jazz canadense 

Maynard Ferguson se apresenta em Rhode Island, EUA (18/03/06) - (Foto: Reuters)

Maynard Ferguson se apresenta em Rhode Island, EUA (18/03/06) – (Foto: Reuters)

Maynard Ferguson , trompetista canadense, que ficou conhecido por sua música “Gonna Fly Now”, trilha sonora do filme “Rocky, o Lutador”

O trompetista canadense Maynard Ferguson, que desde muito jovem tocou com os maiores nomes do jazz do século XX, antes de iniciar uma bem sucedida carreira como solista, que durou 60 anos, começou a carreira aos 13 anos na orquestra da rádio canadense CBC. 

Walter “Maynard” Ferguson nascido em maio de 1928 em Montreal, acompanhou lendas deste gênero como Count Basie, Duke Ellington e Dizzy Gillespie.

O canadense Ferguson tocou com algumas das lendas do jazz em seus mais de 60 anos de carreira, entre elas Count Basie, Dizzy Gillespie, Jimmy Dorsey, Charlie Barnett e Stan Kenton. 

Ferguson nasceu em uma família de músicos em Montreal, no Canadá, e começou a tocar piano e violino aos 4 anos. Só aos 9 tocou pela primeira vez um trompete e aos 11 já se apresentava com uma orquestra canadense. “Meu instrumento me dá prazer, e eu só toco porque amo muito isso”, disse Ferguson certa vez. “A coisa mais importante é fazer o que parece certo para você mesmo”

Com a música “Gonna Fly Now”, Ferguson conseguiu um disco de ouro e uma indicação ao Grammy, em 1978. O hit estava no álbum “Conquistador” que emplacou o ranking da revista “Billboard 200” dos CDs mais vendidos.

Depois de formar sua própria orquestra, em 1945, lançou mais de 60 discos em 60 anos. Foi indicado aos prêmios Grammy, os de maior prestígio da música americana por uma parte da trilha sonora do filme “Rocky”.

oexploradorPowered by Rock Convert

Em julho de 2006 ainda estava trabalhando e tinha prevista uma turnê pelo Japão.

Maynard Ferguson morreu na quarta-feira, aos 78 anos, em consequência de uma infecção na região abdominal, em um hospital de Ventura, 60 km a oeste de Los Angeles, na Califórnia.

“Ele é o último dos maravilhosos. A era acabou. Não existe mais Kenton, Basie, Ellington e, agora, não existe mais Ferguson”, disse Schankman.

(Fonte: http://atarde.uol.com.br/cultura/noticias/1095058- CULTURA – 25/08/2006)

(Fonte: http://musica.uol.com.br/ultnot/afp/2006/08/25/ult280u1224 – LOS ANGELES, 24 Ago (AFP) – MÚSICA – 25/08/2006)

Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 2000 Agence France-Presse. Todas as informações reproduzidas são protegidas por direitos de propriedade intelectual detidos pela AFP. 

Powered by Rock Convert
Share.