Gian Maria Volonté, um dos atores mais engajados do cinema italiano e também um dos mais premiado.

0
Powered by Rock Convert

 

Gian Maria Volonté: política e faroeste.

Gian Maria Volonté (Milão, 9 de abril de 1933 – Florina, 1994), foi um dos atores mais engajados do cinema italiano e também um dos mais premiados em festivais de todo o mundo.

Graduado em 1957 na cidade de Roma, pela Academia Nacional de Arte Dramática, Volonté iniciou sua jornada como ator por meio da televisão e do teatro, onde interpretava obras de Shaskespeare e Goldoni; somente depois de tais passagens é que se encontrou com o grande ecrã, para dar o pontapé inicial em sua carreira – uma das mais promissoras de seu país.

Porém, antes de participar do primeiro projeto cinematográfico, filiou-se ao Partido Comunista Italiano no estopim dos anos 60. E isto é fato: a presença política no espírito autoral de Gian Maria Volonté era claramente percebida em seus papéis mais marcantes, como na obra-prima vencedora do Oscar, Investigação Sobre um Cidadão Acima de Qualquer Suspeita (Elio Petri, 1970).

Além deste, outro filme de caráter político também foi destaque em sua lista, sendo de maior importância por levar Volonté a seu primeiro prêmio internacional: A Classe Operária Vai ao Paraíso (Petri, 1972).

As atuações de Volonté transmitiam uma sensação de pura realidade, percebendo-se claramente uma entrega ao papel – seja ele qual fosse.

oexploradorPowered by Rock Convert

E, como visto acima, além da parceria que rendeu bons frutos com o diretor Elio Petri, Gian Maria também experimentou ares improváveis para um homem da política: desta vez, o alvo foi o velho-oeste europeu, ao lado de um certo forasteiro romano, de nome Sergio Leone.

Junto a Leone, o ator que fez seu primeiro filme em 1961 (de nome Sotto Dieci Bandieri) também foi decisivo para a criação do western spaghetti, dando vida aos vilões dos dois primeiros trabalhos da Trilogia dos Dólares: Por um Punhado de Dólares (interpretando Ramón Rojo, em 1964) e Por uns Dólares a Mais (interpretando El Índio, em 1965).

Fora estas duas obras-primas em harmonia com Leone, Gian Maria Volonté também participou de Faccia a Faccia (Sergio Sollima, 1967) e Uma Bala Para o General (Damiano Damiani, 1966).

O ator morreu em 1994, na cidade grega de Florina.

(Fonte: http://analisando-o-oeste.blogspot.com.br/2012/04 – Bruno Barrenha – 9.4.12)

 

 

Powered by Rock Convert
Share.