George Nader, astro de clássicos cult como Robot Monster e herdeiro do espólio de Rock Hudson

0
Powered by Rock Convert

 

 

O ator George Nader, ícone gay de Hollywood

 

George Nader (Pasadena, Califórnia, 19 de outubro de 1921 – Los Angeles, 4 de fevereiro de 2002), ator americano, astro de clássicos cult dos anos 1950 como Robot Monster e herdeiro do espólio de Rock Hudson.

 

George Nader foi um dos galãs de Hollywood dos anos 50, e que, junto com o amigo e confidente Rock Hudson ocultou durante anos o fato de ser gay.

 

O ator George Nader, astro de clássicos cult dos anos 50 como Robot monster e herdeiro do espólio de Rock Hudson, ficou conhecido por seus músculos e sua beleza na década de 50, quando era contratado da Universal, ao mesmo tempo em que o estúdio promovia astros como Curtis e Rock Hudson.

 

Nader trabalhou junto com Tony Curtis em “Six Bridges to Cross, 1955” e contracenou com atrizes como Maureen O’Hara, Hedy Lamarr e Paulette Goddard nos filmes “Lady Godiva” (1955), “The Female Animal” (1958) e “Sins of Jezebel” (1952).

 

Nader e seu companheiro Mark Miller, secretário de Hudson durante 13 anos, estavam entre as poucas pessoas que sabiam que Hudson estava com aids, afirmou Davidson na biografia “Rock Hudson: His Story”, publicada em 1986.

 

Nader ficou conhecido por seus músculos e sua beleza na década de 1950, quando era contratado da Universal, ao mesmo tempo em que o estúdio promovia astros como Tony Curtis e Rock Hudson.

 

Depois da morte de Hudson, em 1985, ele foi nomeado um dos beneficiários de seu espólio. Seu companheiro de longa data, Mark Miller, foi secretário de Hudson.

 

Nader, que em 1954 ganhou o Globo de Ouro de melhor ator revelação, nunca se sentiu à vontade com a tentativa feita pelo estúdio de promovê-lo como par amoroso de várias estrelas, incluindo Joan Crawford.

 

Como Hollywood se negava a reconhecer que alguns de seus atores mais viris eram gays, George Nader, Rock Hudson e Mark Miller muitas vezes iam jantar fora juntos, para evitar a aparência de um casal gay.

 

O primeiro trabalho de destaque de George Nader foi Robot Monster, de 1953, uma ficção científica de baixo orçamento que chegou a ser descrita como um dos piores filmes de todos os tempos. Filmado em apenas quatro dias, acabou surpreendendo nas bilheterias devido à novidade representada por seu som estéreo e os efeitos visuais em 3-D.

 

Na década de 1960, Nader se mudou para a Alemanha, onde ficou famoso por encarnar o durão agente do FBI Jerry Cotton em oito policiais filmados na Europa.

 

George Nader faleceu em 4 de fevereiro de 2002, de pneumonia num asilo para atores idosos, perto de Los Angeles, aos 80 anos.

 

“Ele foi um dos homens mais generosos e bons que conheci na vida. Vou sentir sua falta”, disse Tony Curtis, que representou um assaltante perseguido por Nader em Six Bridges to Cross, de 1955.

(Fonte: http://www.terra.com.br/exclusivo/noticias/2002/02/06/018 – GENTE & TV – NOTÍCIAS – 6 de fevereiro de 2002)

(Fonte: http://noticias.uol.com.br/tabloide/ultimas-noticias/2002/02/06 – NOTÍCIAS – TABLOIDE – Da Redação – Em São Paulo – fevereiro de 2002)

Powered by Rock Convert
Share.