“Então é assim, matou, enterrou e pronto?” Escritor “Marginal” Férrez, antes de ter de deixar São Paulo depois de reclamar da lista dos mortos na matança de seu Estado

0
Powered by Rock Convert

“Então é assim, matou, enterrou e pronto?”

Escritor “Marginal” Férrez, nome artístico de Reginaldo Ferreira da Silva, romancista, contista, poeta e empreendedor, antes de ter de deixar São Paulo depois de reclamar da lista dos mortos na matança de seu Estado

(Fonte: Zero Hora – ANO 43 – N° 14.884 – 28 de maio de 2006 – SENTENÇAS – Pág: 12)

Share.