Carl Djerassi, foi um dos criadores da pílula anticoncepcional

0
Powered by Rock Convert

 

 

Carl Dijerassi, um dos criadores da pílula, discursa em evento realizado em 2004 (Foto: Chemical Heritage Foundation)

Carl Dijerassi, um dos criadores da pílula, discursa
em evento realizado em 2004
(Foto: Chemical Heritage Foundation)

 

Carl Djerassi, um dos criadores da pílula anticoncepcional

 

Djerassi conseguiu sintetizar hormônio que regula menstruação em 1951.

 

Ao separar o coito da concepção, a pílula deflagrou um dos mais monumentais movimentos dos tempos recentes, o gradual divórcio entre sexo e reprodução.” Carl Djerassi (1923-2015), químico austríaco radicado nos Estados Unidos, um dos responsáveis pela primeira síntese de um contraceptivo oral, em 1951, gênese da grande descoberta.

(Fonte: Veja, junho de 2010 – ANO 43 – Edição 2166 – Sexo e saúde / ESPECIAL MULHER / Por DÉBORA RUBIN – Pág: 54/55)

 

 

Carl Djerassi (Viena, 29 de outubro de 1923 – Viena, 30 de janeiro de 2015), químico austríaco naturalizado americano, foi um dos criadores da pílula anticoncepcional.

 

Carl Djerassi foi um químico nascido na Áustria que ajudou a desenvolver a pílula anticoncepcional antes de se tornar um dramaturgo e romancista.

 

Djerassi, professor emérito da Universidade de Stanford, era o líder de uma equipe de pesquisadores na Cidade do México que sintetizaram um derivado do hormônio progesterona de forma que as mulheres poderiam tomar por via oral. A descoberta, em 1951, tornou-se a base de algumas das primeiras pílulas para prevenir a gravidez.

 

oexploradorPowered by Rock Convert

“A pílula”, como ficou conhecido na cultura popular, foi responsável por influenciar uma mudança radical nos costumes sexuais e na mudança do papel da mulher na sociedade ocidental.

 

Djerassi foi condecorado com a Medalha Nacional de Ciência em 1973 por sua contribuição para a nova forma anticoncepcional.

Carl Djerassi conseguiu sintetizar em 1951 o hormônio que regula os ciclos menstruais. A descoberta permitiu o desenvolvimento do primeiro contraceptivo oral, um projeto no qual colaboraram os farmacêuticos americanos Gregory Pincus (1903-1967) e John Rock (1890-1984).

Além de sintetizar a progesterona, Djerassi também conseguiu criar em laboratórios a cortisona, outro hormônio utilizado em vários tratamentos médicos.

Djerassi, escritor e colecionador de arte, era proprietário da coleção privada mais importante do mundo do pintor alemão Paul Klee (1879-1940), que legou ao Museu de Arte Moderna de São Francisco e ao Museu de Albertina.

Carl Djerassi nasceu em Viena em 29 de outubro de 1923, filho de pai búlgaro e mãe austríaca. Foi perseguido pelos nazistas e buscou refúgio nos Estados Unidos.

No entanto, Djerassi tinha deixado a ciência por trás e estava em sua segunda carreira como romancista e dramaturgo. Começando na década de 1980, ele escreveu cerca de 20 livros.

— Eu estou cansado de falar sobre a pílula — Djerassi disse ao “San Francisco Chronicle” em uma entrevista há quatro meses. Em vez disso, ele queria falar sobre sua paixão por escrever peças com conteúdo científico.

Djerassi dividiu seu tempo entre San Francisco, Viena e Londres. Nascido na Áustria, a sua família fugiu do país quando os nazistas chegaram ao poder, mudando-se primeiro a Bulgária, em seguida, para os Estados Unidos. Sua imagem está em um selo postal austríaco.

Depois de se tornar um homem rico graças às suas ações na Syntex, uma empresa que comercializou as primeiras pílulas anticoncepcionais, Djerassi se tornou um colecionador de arte.

Mas depois ele vendeu a maior parte de sua coleção de obras de Paul Klee e virou-se para o apoio aos artistas criativos, montando uma colônia perto de Woodside, Califórnia, onde mais de 2 mil coreógrafos, escritores, músicos e artistas visuais tiveram residências.

Parte da inspiração para fundar o retiro Woodside foi a morte de sua filha artista em 1978.

Carl Djerassi morreu em 30 de janeiro de 2015, aos 91 anos, informou em Viena Klaus Albrecht Schröder, diretor do museu de Albertina.

(Fonte: http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2015/01 – CIÊNCIA E SAÚDE – Da France Presse – 31/01/2015)

(Fonte: http://oglobo.globo.com/sociedade/saude -15209261 – SOCIEDADE – SAÚDE – POR O GLOBO, COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS – 31/01/2015)

© 1996 – 2015. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A.

Powered by Rock Convert
Share.