A primeira mulher brasileira a ingressar na Academia de Culinária da França

0
Powered by Rock Convert

Brasileira é a 1ª mulher a ingressar na Academia de Culinária da França

 

Há 13 anos, o casal de chefs, Celia Miranda Mattos e Gustavo Dalla Colletta Mattos, decidiu abandonar suas antigas profissões, professora de inglês e publicitário, para mergulhar, com a cultura brasileira, na gastronomia francesa.

 

Celinha conta que a paixão pela culinária sempre esteve presente em sua vida. “Eu era aquela menina que todos queriam na cozinha durante as viagens de amigos”, lembra.  Isso motivou a decisão de estudar na Le Cordon Bleu e se especializar cada vez mais na gastronomia.

 

“Assim, acabei indo estudar em Paris e me apaixonando pela cidade, principalmente pela tranquilidade, calma e segurança que ela oferece. E o melhor: com a oportunidade de ter contato com produtos nobres, aprender com os grandes chefs e conhecer restaurantes estrelados”, afirma.

 

Em um ambiente aconchegante, o restaurante Chez Nous Chez Vous (Nossa Casa é Sua Casa, em tradução livre)fundado pelo casal em Paris, busca ser uma extensão da casa de seus frequentadores. Ele fica localizado no apartamento do casal e tem vista direta para a Torre Eiffel.

 

“Decidimos comprar este apartamento em 2006, pois achamos que pagar aluguel era um desperdício. Então, saímos à procura de um lugar que fosse legal e que mantivesse um charme com nosso jeito. Encontramos este lugar e nos apaixonamos de cara. Foi amor à primeira vista”, conta Celinha.

 

oexploradorPowered by Rock Convert

O restaurante oferece jantares privados para quatro a dez pessoas, que são convidadas a participar de algumas etapas de produção dos pratos. Com hora marcada, os interessados nos jantares pagam entre 120 e 150 euros.

 

“Nós prezamos a troca de experiências. Se um cliente quiser acompanhar o preparo dos pratos, ele pode. Se quiser acompanhar o dia de compras, também é possível”, explica a chef.

 

O casal se preocupa com cada detalhe da refeição para construir uma experiência completa. Antes do jantar, os clientes respondem a um questionário para saber os gostos e possíveis restrições alimentares. “O cardápio é uma surpresa para o cliente. Sempre variamos nosso menu e gostamos de manter a expectativa até o último minuto”, diz.

 

Para ela, ser a primeira mulher a ingressar na Academia de Culinária da França “é como se meu coração estivesse sempre em festa”. A chef espera que, ocupando o posto, possa representar a gastronomia francesa, levando sempre um toque brasileiro.

 

“Foi com muito orgulho que vi a carta, na qual dizia que eu e meu marido Gustavo Mattos havíamos sido aceitos como membros da renomada Académie Culinaire de France. […] Temos consciência de nossa responsabilidade, pois fazemos parte de uma instituição criada por monsieur Joseph Favre, em 1883”, lembra.

 

A experiência de um restaurante em casa proporcionou aos chefs viver experiências inusitadas e, às vezes, um tanto desconfortáveis. “O casal, que tinha até filhos, fez uma D.R. na mesa a ponto de a gente não conseguir servir os pratos. Eu chegava perto da mesa e precisava voltar”, revela.

 

Mas também há histórias emocionantes, como a de um pedido de casamento. “O noivo pediu a mão de sua namorada ao sogro. Eu nunca tinha visto isso e foi um momento muito maravilhoso. A nossa casa representa um lugar muito bonito para que coisas lindas entre famílias aconteçam”, afirma Celinha.
 (Fonte: https://www.msn.com/pt-br/estilo-de-vida/familia – ESTILO DE VIDA / por Sarah Catherine Seles / CLAUDIA / fornecido por Microsoft News – 09/06/2021)
Powered by Rock Convert
Share.