Walter Plunkett, foi considerado uma das maiores autoridades em trajes de época

0
Powered by Rock Convert

O figurinista foi fundamental na história do cinema. 

Walter Plunkett (1902 - 1982) Considerado uma das maiores autoridades em trajes de época (Foto: Divulgação)

Walter Plunkett (1902 – 1982)
Considerado uma das maiores autoridades em trajes de época (Foto: Divulgação)

Walter Plunkett (Oakland, Califórnia, 5 de junho de 1902 – Santa Mônica, 8 de março de 1982), figurinista foi responsável por moldar os personagens por meio das roupas.

Considerado uma das maiores autoridades em trajes de época, Walter Plunkett criou alguns dos mais memoráveis figurinos na história do cinema, a exemplo dos do longa ‘Cantando na Chuva’.

Clark Gable e os vestidos suntuosos de Vivian Leigh (Foto: Divulgação)

Clark Gable e os vestidos suntuosos de Vivian Leigh (Foto: Divulgação)

Plunkett desenhou roupas para mais de 150 filmes. Além de “Cantando na Chuva”, um dos mais importantes foi “E o Vento Levou” (foto), de 1939, marcado pelos smokings impecáveis de Clark Gable e os vestidos suntuosos de Vivian Leigh.

oexplorador

Powered by Rock Convert

Figurinista Famoso: Walter Plunkett (Foto: Divulgação) Figurinista Famoso: Walter Plunkett (Foto: Divulgação)

Walter Plunkett nasceu na Califórnia e estudou Direito na Universidade da Califórnia, participando do grupo teatral da faculdade. Em 1923 mudou-se para Nova York, pois sonhava em ser ator de teatro. Não deu certo e ele voltou para a Califórnia, onde tentou carreira em Hollywood. Após pequenos papéis ele aceitou um emprego no departamento de guarda roupas da FBO Studios (que mais tarde se tornou a RKO), especializada em westerns. Sem um treinamento formal, logo foi promovido a figurinista e ficou na RKO como designer chefe entre 1926 e 1939. Seu primeiro figurino creditado foi no filme Hard-Boiled Haggerty, de 1927. Na RKO ele teve passe livre e começou a criar trajes que rivalizavam com o trabalho de Travis Banton e Adrian.

O figurinista ficou conhecido em Hollywood como a maior autoridade em trajes de época. Ele disse uma vez que adorava trabalhar em filmes de época porque os diretores eram raramente sabiam algo sobre a moda da época, fato que fazia com que não discutissem com ele.

Foi Katharine Hepburn, que já conhecida do trabalho de Plunkett em mais de sete filmes onde vestiu seus modelos, que recomendou o figurinista para o filme E o Vento Levou. O produtor David Selznick já conhecia o trabalho dele de outras produções e não foi difícil aprová-lo para mais esse projeto. O resultado foram figurinos inesquecíveis como o vestido de veludo verde musgo feito a partir de cortinas da família e o vestido vermelho.

Após se afastar de Hollywood ele continuou a trabalhar em Hollywood como free-lancer, sendo creditado em mais de 260 filmes. Ele foi nomeado ao Oscar dez vezes, e em 1951 finalmente ele foi reconhecido pela Academia, levando o prêmio por Um Americano em Paris. Aposentou-se em 1966 e faleceu aos 79 anos.

(Fonte: http://fotos.estadao.com.br/galerias/cultura – 23172 – CULTURA – 120 anos do cinema: 7 grandes figurinistas que fizeram história/ Reportagem: Marília Marasciulo – 21/12/15)

Powered by Rock Convert
Share.