O primeiro carro-forte elétrico no mundo

0
Powered by Rock Convert

Empresa brasileira lança 1º carro-forte elétrico no mundo

 

Blindado elétrico desenvolvido pelo grupo Protege conta com 3 vezes mais potência e torque que modelo a combustão

 

 

Sabe aqueles carros-fortes que são comuns nós encontrarmos por aí na frente das agências bancárias? Eles estão cada mais vez mais próximos de serem equipados com motores elétricos.

 

Agora, é a vez de termos o primeiro carro-forte 100% elétrico do mundo, uma criação inteiramente brasileira.

 

Um protótipo, fruto de uma parceria entre o Grupo Protege e a Eletra, foi apresentado e tornou realidade o projeto do primeiro veículo elétrico deste tipo no mundo. O investimento foi de cerca de R$ 1 milhão e contou com mais de um ano para o resultado final ser aprovado.

 

O modelo foi desenvolvido pela empresa de segurança privada Protege, em parceria com a Eletra Industrial e a MIB Blindados. O blindado leva um motor elétrico WEG 250L, que é adotado também em outros veículos mais pesados, como ônibus.

 

O carro-forte de propulsão elétrica com motor de 449 cv de potência (330 KW) e 183,5 kgfm de torque, sendo que o powertrain foi desenvolvido pela WEG. O novo propulsor tem quase o triplo dos 162 cv e 61 kgfm de torque do motor a diesel que empurra os modelos a combustão interna.

 

A autonomia é de apenas 75 quilômetros, considerada baixa se compararmos com os carros de passeio 100% elétricos, mas vale lembrar que os carros-fortes costumam ser modelos voltados para rodar quase que sempre em trechos urbanos.

 

oexploradorPowered by Rock Convert

O carro-forte elétrico tem como única fonte de energia um banco de baterias instalado a bordo do veículo. Quanto à autonomia, o carro-forte pode rodar até 75 quilômetros e a recarga completa leva duas horas e meia.

 

O tempo de recarga plena, segundo a empresa, é de 2h30. O modelo ainda tem frenagem regenerativa, que recupera parte da energia dissipada nas desacelerações para convertê-la em eletricidade ideal para rodar nas cidades.

 

O período de testes em São Paulo ainda será realizado e, caso o resultado venha a ser satisfatório, a empresa deve investir em outros blindados elétricos. O veículo é o primeiro zero emissões dos mais de 800 modelos que compõem a frota da Protege.

 

De acordo com a empresa, a redução média na emissão de carbono será de 1,4 toneladas de CO² por mês, já considerando os fatores de emissão de CO² para fornecimento de energia elétrica.

 

Segundo os responsáveis pelo protótipo, a redução média na emissão de carbono será de 1,4 toneladas de CO² por mês, já considerando os fatores de emissão de CO² para fornecimento de energia elétrica.

 

Mais ecológico e mais econômico

 

Segundo a revista Exame, o protótipo foi desenvolvido ao longo de 18 meses e foi resultado de um investimento de R$ 1 milhão. Ainda de acordo com a publicação, a substituição dos carros movidos a diesel pelos elétricos devem representar para a seguradora uma economia de 65% no valor gasto por quilômetro rodado.

 

A substituição do diesel por tração puramente elétrica também refletirá nos custos operacionais: o Grupo Protege tem uma expectativa de redução de 65% no valor gasto por quilômetro rodado.

Outra vantagem apontada, que será mais bem estudada no decorrer da implantação da frota, é melhor performance operacional do veículo. Em tese, o sistema de tração elétrica requer menor tempo de parada para manutenções.

(Fonte: https://olhardigital.com.br/2021/07/15/carros-e-tecnologia – CARROS E TECNOLOGIA / Por Breno Pessoa, editado por Renato Mota – 15/07/2021)

(Fonte: https://www.msn.com/pt-br/carros/noticias – CARROS / NOTÍCIAS / Redação / fornecido por Microsoft News – 

Powered by Rock Convert
Share.