“O Brasil é um deserto de homens e ideias.” Oswaldo Aranha, político e diplomata, 1933

0
Powered by Rock Convert

Diálogo sobre as grandezas do Brasil

Interlocutores de diversas épocas discutem o país

“O país, no dizer de todos, é rico, tem todos os minerais, todos os vegetais úteis, todas as condições de riqueza, mas vive na miséria.” (Lima Barreto, escritor, Os Bruzundangas, 1922)

“O brasileiro é um homem que deseja apaixonadamente morar em Paris.”  Conde de Gobineau (1816-1882), escritor, diplomata, e filósofo francês, embaixador no Brasil entre 1869 e 1870.

“O Brasil não tem povo.”  Louis Couty (1854-1884), biólogo francês, em “A Escravidão no Brasil” (1881).

“Apesar disso o Brasil passou a ser uma nação mais ou menos independente, tendo como imperador o barão de Rothschild.”  José Madeira de Freitas (1893-1944), desenhista, caricaturista, médico, escritor e pintor. Publicou várias de suas obras com o pseudônimo de Mendes Fradique.

“Os brasileiros são entusiastas do belo ideal, amigos da sua liberdade, e mal sofrem perder as regalias que uma vez adquiriram. Obedientes ao justo, inimigos do arbitrário, suportam melhor o roubo que o vilipêndio. Ignorantes por falta de instrução, mas cheios de talento por natureza: de imaginação brilhante, e por isso amigos das novidades que prometem perfeição e enobrecimento; generosos, mas com bazófia; capazes de grandes ações, contanto que não exijam atenção aturada, e não requeiram trabalho assíduo e monotônico; apaixonados do sexo por clima, vida e educação. Empreendem muito, acabam pouco. Serão os atenienses da América, senão forem comprimidos e tiranizados pelo despotismo.” José Bonifácio de Andrada e Silva (1763-1838), Patriarca da Independência, Pensamentos e Notas, sem data

 

“O brasileiro é cheio de cordialidades e bom coração. Quando você encontrar por aí um cafajeste roubando e matando pode perguntar imediatamente ‘Who are you?’, porque se trata certamente de um gringo.” Millôr Fernandes (1923-2012), humorista, caricaturista, um dos grandes nomes da imprensa brasileira, da arte, da literatura e da inteligência, em Millôr Definitivo, 1994.

 

“Eu digo sempre que o Brasil é um país abençoado, porque Deus nos deu esse solo extraordinário, com uma extensão territorial fantástica, sem as intempéries que acontecem na maioria de outros países. Nós não temos vulcão, não temos maremoto, não temos vendaval, como tem em outros países, não temos neve, ou seja, nós temos todas as condições que a natureza nos deu como vantagem comparativa.” Luiz Inácio Lula da Silva, presidente da República, em 2004

 

“Numa terra radiosa vive um povo triste. Legaram-lhe essa melancolia os descobridores que a revelaram ao mundo e a povoaram. O esplêndido dinamismo dessa gente rude obedecia a dois grandes impulsos que dominam toda a psicologia da descoberta e nunca foram geradores de alegria: a ambição do ouro e a sensualidade livre e infrene que, como culto, a Renascença fizera ressuscitar.” Paulo Prado (1869- 1943), escritor, em Retrato do Brasil (1928)

 

“O Brasil  é um deserto de homens e ideias.” Oswaldo Aranha, político e diplomata, 1933

 

“O Brasil  é um vasto hospital.” Miguel Couto (1864-1934), médico e escritor

 

“Pouca saúde e muita saúva os males do Brasil são.” Mário de Andrade, escritor, pela boca do personagem-título de Macunaíma, 1928

 

(Fonte: Veja, 8 de setembro de 2004 – ANO 37 – N° 36 – Edição 1870 – ENSAIO/ Por Roberto Pompeo de Toledo – Pág: 154)

Share.