Michael J. Pollard, ator indicado ao Oscar por “Bonnie e Clyde: Uma rajada de balas” (1967)

0
Powered by Rock Convert

Michael J. Pollard, indicado ao Oscar por ‘Bonnie e Clyde’

 

Conhecido ator de personagens secundários começou carreira em 1958 e atuou pela última vez em 2012.

 

Michael John Pollard (Passaic, Nova Jersey, 30 de maio de 1939 – Los Angeles, 21 de novembro de 2019), ator nomeado a um Oscar e dois Globos de Ouro por Bonnie e Clyde (1967).

 

Michael J. Pollard, que interpretou o atendente do posto de gasolina atraído para o mundo criminal dos assaltos a bancos por Warren Beatty e Faye Dunaway no marco histórico de Bonnie e Clyde, trabalhou novamente com Warren Beatty em ‘Dick Tracy’ e estrelou as comédias ‘Roxanne’ e ‘Scrooged’.

 

Pollard começou sua carreira em 1958, e trabalhou em séries de TV como “Perdidos no Espaço” e “Jornada nas Estrelas”. Seu papel mais celebrado foi como Moss, o informante de “Bonnie e Clide”, que lhe rendeu uma indicação como melhor ator coadjuvante em 1968.

Conhecido como ator de papéis secundários, ele ainda passou por “Tango e Cash: Os Vingadores” (1989) e “Dick Tracy” (1990). Seu último trabalho, “The Woods”, foi lançado em 2012.

No filme de Arthur Penn, Pollard era o trabalhador de um posto de gasolina que decide seguir as personagens interpretadas por Warren Beatty e Faye Dunaway no mundo do crime, tornando-se assim cúmplice da temível dupla.

 

Nascido a 30 de maio de 1939 em Passaic, Nova Jersey, Pollard participou em mais de uma centena de produções desde o final da década de 1950, quando se estreou num pequeno papel em A Viuvinha Indomável (1959). Nos seus créditos encontramos filmes como LSD Droga Alucinante (1968), ou a série Alfred Hichtcock Apresenta, isto antes de voltar a dar nas vistas em Os Rivais (1970), onde atuava ao lado de Robert Redford.

oexploradorPowered by Rock Convert

 

Com Lucio Fulci (1927-1996) filmou Os Quatro do Apocalipse (1975), com Jonathan Demme surgiu em Melvin e Howard (1980), e com Andrey Konchalovskiy participaria em Tango e Cash (1989). Pollard voltaria a reencontrar Warren Beatty, quando este assinou o estilizado Dick Tracy (1990).

 

O ator marcou ainda presença nas comédias Roxanne (1987) e SOS Fantasmas (1988), e mais recentemente surgiu em A Casa dos 1000 Cadáveres (2003) e The Woods (2012), no qual atuava ao lado de Franco Nero.

 

Pollard faleceu em Los Angeles, em 21 de novembro de 2019, aos 80 anos, de parada cardíaca no Centro Médico Ronald Reagan UCLA.

A notícia foi divulgada pelo diretor e músico Rob Zombie, que trabalhou com Pollard no terror “A casa dos 1000 corpos”, em sua conta no Facebook.

“Sempre amei seu trabalho e sua presença verdadeiramente única na tela. Ele foi um dos primeiros atores com o qual eu sabia que tinha de trabalhar assim que realizei meu primeiro filme. Sentiremos sua falta”, escreveu Zombie.

(Fonte: http://www.c7nema.net/producao – CINEMA / por Jorge Pereira – 22-11-2019)
(Fonte: https://g1.globo.com/pop-arte/cinema/noticia/2019/11/22 – POP & ARTE / CINEMA / NOTÍCIA – Por G1 – 22/11/2019)
Powered by Rock Convert
Share.