Marechal Henrique Duffles Baptista Teixeira Lott, militar e político, ministro da Guerra

0
Powered by Rock Convert

Líder do golpe que garantiu a posse de Juscelino Kubitschek em 1955. Em 1960 perdeu para Jânio Quadros a última eleição direta para presidente

JK e e seu ministro da Guerra, general Henrique Duffles Batista Teixeira Lott

JK e e seu ministro da Guerra, general Henrique Duffles Batista Teixeira Lott

Marechal Henrique Duffles Baptista Teixeira Lott (Antônio Carlos, 16 de novembro de 1894 – Rio de Janeiro, 19 de maio de 1984), militar e político natural de Antônio Carlos, em Minas Gerais, que, no cargo de ministro da Guerra do governo Café Filho em 1955, promoveu seu “contragolpe preventivo”. Lott depôs o presidente interino, Carlos Luz, impediu o presidente Café Filho, que estava licenciado, de reassumir o cargo, e abortou uma conspiração contra a posse do presidente eleito, Juscelino Kubitschek.

Homem, de sua formação rígida nas Escolas Militares até sua atuação nos governos de Getúlio, Juscelino Kubitschek e Jango. Em 1960, disputou pela coalização PTB-PSD a última eleição direta para presidente da República realizada no país, sendo derrotado pelo candidato da UDN, Jânio Quadros. Desde então não se envolveu mais com política.

Teixeira Lott morreu no dia 19 de maio de 1984, aos 89 anos, de edema pulmonar, no Rio de Janeiro.

(Fonte: Veja, 30 de maio de 1984 –- Edição 821 -– Datas -– Pág; 87)

(Fonte: Veja, 26 de dezembro de 1984 – Edição 851 – MEMÓRIA – Pág: 161)

 

Powered by Rock Convert

 

 

 

 

Lott insiste em pedido de anistia

O marechal Henrique Lott está optando por uma posição de independência diante do governo federal. Um dia depois de Castelo Branco descartar a anistia, Lott foi à imprensa mostrar-se a favor dos cassados pelos atos institucionais.

(Fonte: Zero Hora – ANO 52 – Nº 18.195 – 09/08/2015 – HÁ 50 ANOS EM ZH – 9 de agosto de 1965 – Pág: 45)

Powered by Rock Convert
Share.