Foi o primeiro repórter (âncora) da televisão brasileira

0
Powered by Rock Convert

 

 

 

 

Kalil Filho (São Paulo, 2 de dezembro de 1930 – São Paulo, 13 de abril de 1970), radialista de São Paulo. Apresentador do programa de rádio “Show da Manhã”, na Rádio Panamericana (Jovem Pan), e de “Guerra É Guerra” e “Astros do Disco”, na TV Record.

Kalil Filho foi o primeiro repórter (âncora) da televisão brasileira. 

Foi diretor artístico da TV Excelsior, Jornal de Vanguarda (Canal 9, apresentado por Kalil Filho, 1964). Entrevistou a cantora Elis Regina (1965), quando a cantora foi premiada no I Festival de Música Popular Brasileira, com a canção Arrastão dos compositores Edu Lobo e Vinicius de Moraes (TV Excelsior, Canal 9 de São Paulo). Apresentou também o programa O Berro – reclamações do povo, na Rádio Excelsior, atual CBN – 1967.

A imagem sorridente do simpático otimista e do bom amigo dos 300 000 ouvintes do ““Show da Manhã”, criado depois que leu em um número da revista “Paris-Match” de 1968 uma reportagem sobre o programa de conversas com ouvintes de Georges de Caunes (1919-2004), na Rádio do Luxemburgo: “Georges fazia o sabichão, eu preferi fazer o amigão”.

Um dos poucos, entre os milhares de estranhos pedidos que chegavam de seus ouvintes, que o “amigão” não atendeu: o de uma raposa macho para fazer companhia a uma raposa fêmea.

Kalil Filho morreu no dia 13 de abril de 1970, aos 40 anos, de um desastre de automóvel, na então recém-construída Marginal Pinheiros, na entrada da ponte Eusébio Matoso, em São Paulo.

oexploradorPowered by Rock Convert

 

(Fonte: Veja, 22 de abril, 1970 -– Edição 85 –- DATAS – Pág; 76)

 

 

 

 

 

 

 

 

Powered by Rock Convert
Share.