Carlos Alberto Soffredini, dramaturgo, considerado um dos expoentes do teatro moderno no País

0
Powered by Rock Convert

 

Carlos Alberto Soffredini (Santos, 6 de outubro de 1939 – São Paulo, 10 de outubro de 2001), dramaturgo, considerado um dos expoentes do teatro moderno no País, que estreou a obra Vem Buscar-Me que Ainda Sou Teu há 40 anos, repassou sua paixão pelo teatro no DNA.

 

 

 

Carlos Alberto Soffredini (1939-2001) foi um dos maiores dramaturgos e diretores teatrais de sua geração, dono de uma obra original e muito criativa, que revolucionou o teatro, muito influenciado pela cultura popular brasileira. Sua história é contada pela filha atriz Renata Soffredini que faz um resgate de seus principais trabalhos e sua vida. Nascido na cidade de Santos, litoral de São Paulo, estudou na Faculdade de Filosofia (hoje Católica) onde participou de seu grupo teatral TEFFI (Teatro Escola Faculdade de Filosofia), ao lado de Jandira Martini, Neyde Veneziano e Ney Latorraca. Foi para eles que escreveu seu primeiro texto premiado, O caso desta tal de Mafalda que deu o que falar e que acabou como acabou num dia de Carnaval, premiado em 1967, pelo Serviço Nacional de Teatro.

 

Powered by Rock Convert

 

Depois de cursar a EAD como ator e montar espetáculos, estuda o trabalho de circos-teatro de periferia e é chamado para dirigir o Projeto Mambembe que se apresentava em praças públicas e que muitas vezes em criação coletiva apresentou espetáculos arrojados como A Farsa de Inês Pereira e Vem Buscar-me que Ainda Sou Teu. Depois com o grupo O Pessoal do Victor, inspirado em histórias caipiras faz outro espetáculo inesquecível: Na Carreira do Divino. Em 1987, com o grupo Ponkã outro momento memorável: O Pássaro do Poente, dirigido por Márcio Aurélio. Em Vacalhau & Binho, em 1973, utiliza textos do Humorista Zé Fidélis, com grande sucesso. Também participa da criação do filme Marvada Carne, de André Klotzel, e escreve a telenovela Brasileiras e Brasileiros com Walter Avancini para o SBT. Sua obra mais conhecida talvez seja a póstuma Hoje é dia de Maria, da Rede Globo, que foi inspirada em seu trabalho.

 

 

Carlos Alberto Soffredini faleceu em 10 de outubro de 2001, em São Paulo, em decorrência de complicações causadas por insuficiência respiratória e diabetes.

(Fonte: https://aplauso.imprensaoficial.com.br – COLEÇÃO APLAUSO LIVROS / por Renata Soffredini)

(Fonte: https://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada – ILUSTRADA / da Folha Online – 

Powered by Rock Convert
Share.