Bruce McCandless, ex-astronauta norte-americano da Nasa, foi o primeiro astronauta a flutuar livremente no Espaço

0
Powered by Rock Convert

Bruce McCandless, 1º a flutuar livremente no Espaço

 

Bruce McCandless II

Esta foto de 7 de fevereiro de 1984, disponibilizada pela NASA, mostra o astronauta Bruce McCandless II participando de uma caminhada espacial a poucos metros da cabana da nave espacial Challenger da órbita terrestre, usando uma Unidade de Manobra Manada com nitrogênio. Cortesia da NASA (Foto: NBC News / Divulgação)

 

Foi o primeiro astronauta a caminhar solto no espaço

 

 

Voando a 320 pés (98 m) de distância do ônibus espacial Challenger, Bruce McCandless testa a Unidade de Manobra Manada em 1984. (Foto: collectSPACE / NASA)

 

Bruce McCandless II (Boston, 8 de junho de 1937 – 22 de dezembro de 2017), ex-astronauta norte-americano da Nasa, foi o primeiro astronauta a flutuar livremente no Espaço. Feito foi registrado em fevereiro de 1984, durante a missão STS-41-B. Ao todo, registrou 312 horas no espaço, em duas viagens.

Natural de Boston, estado de Massachusetts, ele foi o primeiro homem a caminhar no espaço sem estar ligado à nave-mãe. O feito foi registrado em fevereiro de 1984, durante a missão STS-41-B.

Bruce McCandless foi o primeiro astronauta a flutuar no espaço sideral, graças a um traje, equipado com propulsores, que lhe permitiram se mover no vácuo.

Formou-se pela Academia Naval dos Estados Unidos e fez doutorado em engenharia elétrica pela Universidade de Standford. Também serviu à marinha americana.

Recrutado em 1966 pela agência espacial americana, também participou do lançamento do telescópio Hubble em 1990.

Foi selecionado pela agência espacial em 1966, junto com outros 18 colegas. Era um dos membros da equipe de apoio da missão Apollo 14.

 

Bruce McCandless, mais conhecido por ser o primeiro ser humano e flutuar livremente em uma caminhada no Espaço” (Foto: Spacefacts / Divulgação)

 

O astronauta aposentado Bruce McCandless, mais conhecido por ser o primeiro ser humano e flutuar livremente em uma caminhada no Espaço, também participou da equipe de suporte à missão “Apollo 11”, o célebre desembarque de Neil Armstrong e Buzz Aldrin na Lua.

“A foto icônica de McCandless flutuando sem gravidade no Espaço inspirou gerações de americanos, dando provas de que não há limites ao potencial do ser humano”, afirmou o senador John McCain, colega do astronauta na Academia Naval.

Já aposentado, continuou inspirando estudantes em Toulouse, na França, onde participou em outubro do 30º Congresso Mundial de Astronautas.

Se ele sentiu medo da primeira vez livre no espaço? “Não, trabalhei arduamente, testei o equipamento durante 300 horas”, respondeu a uma menina. “Tinha 24 propulsores, não havia risco de me perder no espaço”, acrescentou.

Powered by Rock Convert

Perguntado sobre o que foi mais extraordinário em sua experiência, o octogenário afirmou ter sido “a visão da Terra” através de seu capacete.

“A outra coisa mais extraordinária quando se é astronauta é que você não vê os países, as fronteiras. Vê as pessoas, a nave espacial Terra”, contou.

 

Bruce McCandless, o primeiro astronauta a andar livre no Espaço

O antigo astronauta da NASA Bruce McCandless, foi o primeiro a andar livremente no Espaço sem qualquer ligação à nave

O feito alcançado em 1984 ficou registado numa icónica imagem que mostra o astronauta norte-americano, com um pesado fato espacial, sozinho na escuridão cósmica com o azul do planeta Terra como pano de fundo.

Durante a caminhada espacial, Bruce McCandless ficou a mais de 300 pés (mais de 90 metros) do vaivém espacial Challenger sem qualquer cabo de ligação.

“A foto icónica de Bruce a flutuar sem esforço no Espaço inspirou gerações de norte-americanos a acreditar que não havia limites para o potencial humano”, afirmou, em comunicado, o senador republicano John McCain, que foi colega de Bruce McCandless na Academia Naval dos Estados Unidos.

A caminhada espacial sem qualquer ligação à nave não foi, porém, a única conquista do astronauta norte-americano, que antes foi comunicador na missão de controlo em Houston quando Neil Armstrong e Buzz Aldrin efetuaram o famoso passeio lunar em 1969

Anos mais tarde, ao recordar a sua caminhada espacial, o astronauta norte-americano relatou que “havia um pouco de apreensão” na missão de controlo, onde estava a sua mulher.

“Eu queria dizer algo parecido com o que disse Neil Armstrong quando aterrou na lua e, por isso, disse: ‘Pode ter sido um pequeno passo para Neil, mas foi o raio de um grande passo para mim’. Isso aliviou um pouco a tensão”, afirmou.

Bruce McCandless fez também parte, em 1990, da tripulação do vaivém que colocou o Telescópio Hubble em órbita.

Nascido em Boston, McCandless formou-se na Academia Naval dos Estados Unidos em engenharia elétrica e administração.

Foi também um aviador naval que participou no bloqueio cubano na crise dos mísseis de 1962, selecionado para o programa de treinos de astronautas durante o programa Gemini e o piloto de reserva para a primeira missão tripulada Skylab em 1973. Depois de deixar a NASA, McCandless trabalhou para a Lockheed Martin no Colorado.

McCandless morreu em 22 de dezembro de 2017, aos 80 anos de idade.

(Fonte: https://www.terra.com.br/noticias/mundo – NOTÍCIAS – MUNDO – 23 DEZ 2017)

(Fonte: https://www.dn.pt/mundo – MUNDO / Por DN/Lusa – 23 DE DEZEMBRO DE 2017)

(Fonte: https://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia – CIÊNCIA e SAÚDE – NOTÍCIA / Por G1 – 22/12/2017)

Powered by Rock Convert
Share.