Allen Swift, ator que dublava as vozes de personagens famosos de desenho animado tais como o Super Mouse, Dinky Duck e, por algum tempo, Howdy Doody

0
Powered by Rock Convert

Allen Swift colocou a sua voz em mais de 30 mil comerciais

Allen Swift colocou a sua voz em mais de 30 mil comerciais (Foto: Neal Boenzi / The New York Times)

Allen Swift colocou a sua voz em mais de 30 mil comerciais
(Foto: Neal Boenzi / The New York Times)

Allen Swift (Brooklyn, 16 de janeiro de 1924 – Manhattan, 18 de abril de 2010), ator que dublava as vozes de personagens famosos de desenho animado tais como o Super Mouse, Dinky Duck e, por algum tempo, Howdy Doody, sem esquecer uma pilha da Eveready, um desentupidor de pias para a Drano, os arenques enlatados da Vita e muitos outros, em mais de 30 mil comerciais para o rádio e TV.

Swift, conhecido por seu humor desde a época da escola, se tornou comediante profissional e descobriu seu incomum nicho no mundo do entretenimento quando Bob Smith, apresentador do desenho animado Howdy Doody e intérprete da voz do personagem título, sofreu um ataque cardíaco, em 1954, o que causou crise.

Swift já havia substituído Dayton Allen como a voz de Phineas T. Bluster e Flub-a-Dub, dois bonecos de animação, e como Chief Thunderchicken. Depois de ouvir fitas do programa durante uma semana, ele aprendeu como fazer a voz de Howdy e passou um ano como substituto de Smith no programa.O sucesso em Howdy Doody fez de Swift um astro anônimo em inúmeros comerciais de rádio e TV ao longo dos 25 anos seguintes. Gravando até 30 comerciais por dia, sua voz foi usada para promover cervejas, sabão de lavanderia, gelatina, biscoitos e café sem cafeína (“fica mais fácil dormir”, ele entoava em tom calmante).

Swift também foi um dos pilares nos desenhos animados Terrytoons, fazendo a voz do Super Mouse, do patinho Dinky Duck e de outros personagens. Também emprestou sua voz a Simon Bar Sinister e Riff Raff em Underdog , e à maioria dos personagens do desenho Tom e Jerry no período 1960/2.

Não demorou muito para que seu talento começasse a ser comparado ao de Mel Blanc, o virtuoso da dublagem que criou as vozes de inúmeros personagens nos desenhos da Warner Brothers. “Nunca encontrei uma voz que eu não conseguisse imitar, se me esforçasse para isso”, disse Swift.

Ele nasceu em 16 de janeiro de 1924, no Brooklyn, e estudou em uma escola pública de Bensonhurst. Trocou o nome de batismo, Ira Stadlen, pelo pseudônimo ao começar no mundo do entretenimento, homenageando dois de seus mestres de humor favoritos, Fred Allen e Jonathan Swift, e adotando o nome de Allen Swift.

oexploradorPowered by Rock Convert

Ao se formar na Escola de Música e Arte, uma escola de segundo grau em Manhattan, em 1941, ele se alistou no Corpo Aéreo do Exército, e foi designado para uma unidade de treinamento de pilotos. Depois da Segunda Guerra Mundial, trabalhou em seriados de rádio como Gangbusters Casey, Crime Photographer . Também retomou sua carreira incipiente como comediante de palco e prestidigitador, se apresentando em casas noturnas e em números cômicos em programas de TV como The Bob Hope Show Texaco Star Theater, apresentado por Milton Berle.

Swift encontrou trabalho mais constante como dublador. Sua versatilidade o tornava um profissional disputado, porque podia em questão de minutos fazer um trabalho para o qual de outra forma seria necessária meia dúzia de atores.

Ele também começou a fazer ocasionais trabalhos de dublagem em filmes. Quando executivos de uma rede de TV decidiram que o personagem de David Niven em Happy Anniversary, de 1959, precisava expressar remorso por ter feito sexo com a mulher antes do casamento, Swift foi levado ao estúdio para gravar o diálogo: “eu estava errado. Jamais deveria ter levado Alice àquele quarto de hotel. O que eu estava pensando”. Depois disso, o filme passou a ser considerado seguro para as audiências de TV. Swift mais tarde fez a voz do general Dwight Eisenhower, no filme The Longest Day, de 1962.

Depois de seu período com o programa Howdy Doody , Swift passou quatro anos apresentando Popeye, the Sailor , um programa de desenhos animados que durou de 1956 a 1960 na WPIX-TV, em Nova York. Como o capitão Allen Swift, um veterano barbado dos mares, ele ocupava o espaço entre os desenhos com histórias e entrevistas cordiais com convidados.

O dinheiro dos comerciais permitiu que Swift investisse em seu interesse pelo teatro sério. A partir do início dos anos 60, ele trabalhou em diversas peças do circuito independente de Nova York e em produções comerciais da Broadway como How to Make a Man The Student Gypsy My Old Friends . Em 1976, Checking Out , uma comédia sobre a morte escrita por ele, estreou no Longacre Theater, com Swift em papel coadjuvante. O espetáculo saiu de cartaz depois de apenas 15 apresentações, e de algumas críticas brutais.

Allen Swift morreu em 18 de abril de 2010, em sua casa em Manhattan, aos 87 anos.

Seu primeiro casamento, com Vivienne Chassler, terminou em divórcio. Além do filho Lewis, de Manhattan, ele deixa a mulher, Lenore Loveman; duas filhas, Maxime, de Sonora, Califórnia, e Clare, de Durham, Carolina do Norte; e cinco netos. Swift, que mais ou menos se aposentou no começo dos anos 80, jamais se queixou de ser um dos mais conhecidos atores desconhecidos de TV. “Eu certamente aprecio os direitos que continuo a receber pelo meu trabalho”, declarou em entrevista ao jornal Daily News , em 1958. “Estou perfeitamente satisfeito com minha condição de ser o homem anônimo da televisão”.

(Fonte: https://diversao.terra.com.br/gente – GENTE – ENTRETENIMENTO – FAMOSOS – 28 ABR 2010)

Powered by Rock Convert
Share.