A primeira estação de metrô no mundo a fazer homenagem a um ativista LGBT

0
Powered by Rock Convert

A primeira estação de metrô a fazer homenagem a um ativista da diversidade sexual

 

SANTA FÉ-JÁUREGUI, A ESTAÇÃO LGBTI DO METRÔ PORTENHO

SANTA FÉ-JÁUREGUI, A ESTAÇÃO LGBTI DO METRÔ PORTENHO

 

Powered by Rock Convert

Buenos Aires nomeia estação em homenagem a ativista LGBT

Estação em Buenos Aires foi renomeada como Santa Fé-Carlos Jaúregui

A prefeitura de Buenos Aires divulgou em seu Twitter a inauguração da primeira estação nomeada em homenagem a um ativista LGBT, Carlos Jaúregui. Localizada na esquina da Avenida Santa Fé e Pueyrredón, a estação de metrô Santa Fé, que faz parte da linha H, foi reinaugurada com o nome de Estação Carlos Jaúregui. Além disso, a estação está cheia de imagens de arco-íris e retratos do ativista.

Essa medida se tornou um marco mundial porque foi a primeira vez que uma estação de metrô no mundo recebeu o nome de um ativista LGBT . O projeto para renomear a estação foi aprovado em primeira votação pelos legisladores de Buenos Aires. A inauguração contou com a presença do prefeito da cidade, Horacio Rodríguez Larreta, e também com os legisladores Maximiliano Ferraro, Pablo Ferreyra e Carlos Tomada, autores do projeto de renomeação.

De acordo com “Gaceta Mercantil”, um portal de notícias argentino, o prefeito afirmou durante a reinauguração que “isto não é só sua homenagem, mas um ato de justiça com alguém que fez a luta pelos direitos sua vida”.

A estação Santa Fé da Linha H do metrô portenho agora é Santa Fé – Jáuregui, a primeira no mundo a fazer homenagem a um ativista da diversidade sexual, fundador da Comunidade Homossexual Argentina (CHA) e organizador das primeiras marchas de orgulho gay. Saiba quem foi Carlos Jáuregui.

 

SANTA FÉ-JÁUREGUI, A ESTAÇÃO LGBTI DO METRÔ PORTENHO

SANTA FÉ-JÁUREGUI, A ESTAÇÃO LGBTI DO METRÔ PORTENHO

 

Desde o começo do último período democrático, a esquina de Pueyrredón e Santa Fé é uma zona emblemática de encontro gay. Foi um lugar de “trincheira” também para Carlos Jáureguy, que dá nome à parada e um dos pioneiros do movimento LGBTI na Argentina, em muitas coisas:

  • foi o primeiro ativista argentino a assumir que era soropositivo
  • fundador e primeiro presidente da Comunidade Homossexual Argentina (CHA), 1984
  • organizador da primeira Marcha do Orgulho em Buenos Aires, em 1992
  • um dos mentores do primeiro projeto de união civil e militante para a inclusão do Direito a ser diferente no artigo 11 da Constituição da Cidade Autônoma de Buenos Aires.
  • faleceu em 20 de agosto de 1996, data na qual se instaurou em sua memória o Dia do ativismo pela diversidade sexual.

 

Carlos Jáureguy, um dos pioneiros do movimento LGBTI na Argentina (Foto: Divulgação)

Carlos Jáureguy, um dos pioneiros do movimento LGBTI na Argentina (Foto: Divulgação)

 

O atual presidente da CHA, César Cigliutti, ressaltou que Jáuregui “deu sua própria identidade e visibilidade a toda a nossa comunidade lésbica, gay, bisexual, trans e intersexual (LGBTI), na época mais desafiante e de maior discriminação. Ele foi o primeiro e o único por muitos anos”.

A estação tem um mural de 14m x 4m, do artista venezuelano Daniel Arzola, além de ilustrações na entrada e intervenções nas escadas. Há frases de Carlos Jáuregui, Ilse Fuskova, Héctor Anabitarte, Claudia Pía Braudacco, Lohana Berkins, Alejandro Modarelli, Roberto Jáuregui e Néstor Perlongher, todos militantes do movimento LGBTI.

A estação tem um mural do artista venezuelano Daniel Arzola, além de ilustrações na entrada e intervenções nas escadas. (Foto: Divulgação)

A estação tem um mural do artista venezuelano Daniel Arzola, além de ilustrações na entrada e intervenções nas escadas. (Foto: Divulgação)

 

 

O local será ponto de distribuição de material informativo, como leis logradas, cuidados de saúde, prevenção de doenças e lugares para realizar denúncias por discriminação. Um dia desses, quando você estiver subindo ou descendo a escada colorida da estação Santa Fé-Jáureguy, da linha Hvai ser bacana saber desta história e entender que por trás deste nome teve muita luta.

 

Santa Fé-Jáureguy

A estação tem ilustrações na entrada e intervenções nas escadas. (Foto: Divulgação)

 

 

Sobre Carlos Jaúregui

Nascido em setembro de 1957, Jaúregui foi um grande ativista dos direitos humanos LGBT. Ele foi o primeiro presidente da Comunidade Homossexual Argentina, entre 1984 e 1977. Em 1992, ele liderou a primeira Marcha do Orgulho Gay Lésbico na cidade, que ajudou a impulsionar o primeiro projeto de união civil e a inclusão da orientação sexual na cláusula anti-discriminatória da Constituição da cidade.

Ele morreu aos 38 anos, em agosto de 1996, vítima da Aids. Após sua morte, uma procissão fúnebre que reuniu dezenas de pessoas que caminhou pela cidade, desde a Plaza de Mayo até o Cemitério de La Chacarita. A data de sua morte, dia 20 de agosto, é considerada, desde 2012, o Dia do Ativismo pela Diversidade Sexual em Buenos Aires.

(Fonte: http://igay.ig.com.br/2017-03-28 – iGAY – BUENOS AIRES – Por iG São Paulo 

(Fonte: http://aquimequedo.com.br/2017/03/26 – SANTA FÉ-JÁUREGUI/ Por Gisele Teixeira – 28/03/2017)

Powered by Rock Convert
Share.