“Que desespero na floresta se não houvesse o colibri! Exalar alegrias, irradiar venturas, possuir no meio das coisas sombrias uma transmutação de luz, ser o dourado do destino, a harmonia, a gentileza, a graça, é favorecer-te. À beleza basta ser bela para fazer bem.” Victor Hugo (1802-1885), foi um dos maiores escritores românticos da França no século XIX, autor de “Os Miseráveis”, “Os Trabalhadores do Mar” e o “Corcunda de Notre Dame”, entre outras obras célebres.

0
Powered by Rock Convert

Que desespero na floresta se não houvesse o colibri! Exalar alegrias, irradiar venturas, possuir no meio das coisas sombrias uma transmutação de luz, ser o dourado do destino, a harmonia, a gentileza, a graça, é favorecer-te. À beleza basta ser bela para fazer bem.

Victor Hugo (1802-1885), foi um dos maiores escritores românticos da França no século XIX, autor de “Os Miseráveis”, “Os Trabalhadores do Mar” e o “Corcunda de Notre Dame”, entre outras obras célebres.

(Fonte: Revista Caras – 2 de julho de 2009 – EDIÇÃO 817 – Citações)

Share.