O primeiro parque aquático indoor da América do Sul

0
Powered by Rock Convert

Gramado ganha o primeiro parque aquático indoor da América do Sul

 

(© Acquamotion/Divulgação) Mapa ilustrativo do parque aquático indica a localização das sete piscinas e seis toboáguas

 

 

Gramado, a cidade de inverno por excelência, acaba de ganhar o primeiro parque aquático indoor da América do Sul. Inaugurado em 25 de junho, o Acquamotion foi construído dentro do Wyndham Termas Resort & Spa, a sete quilômetros do centro da cidade, como o mais novo empreendimento do Gramado Parks, mesmo grupo que administra o parque de gelo Snowland.

 

São 49 mil metros quadrados divididos em quatro espaços temáticos: primavera, verão, outono e inverno. No entanto, a diversão é garantida o ano inteiro porque os ambientes são climatizados e todas as sete piscinas são abastecidas com águas termais naturalmente aquecidas. Os visitantes poderão escolher entre a piscina de ondas, a de borda infinita, as três que ficam ao ar livre e as duas infantis, onde monitores ficarão responsáveis por divertir a garotada. Para as crianças de todas as idades há ainda seis opções de toboáguas.

oexploradorPowered by Rock Convert

 

A alimentação fica por conta do bar molhado e da praça de alimentação com comidas típicas da serra gaúcha. O pagamento poderá ser feito através de uma pulseira, dispensando assim a necessidade de levar para as piscinas dinheiro ou cartões de crédito, que podem ser armazenados junto com os demais pertences em lockers. Ao final do passeio, é só fechar a conta através de um aplicativo ou dos totens espalhados pelo parque. No final de semana de inauguração, os ingressos serão vendidos na bilheteria do parque aquático, mas a partir de julho, eles poderão ser comprados pelo site. Os valores por pessoa variam de R$149 (baixa temporada) a R$169 (alta temporada). Idosos e crianças até 11 anos de idade pagam meia entrada. Já os pequenos de até 3 anos têm acesso gratuito.

 

A construção do Acquamotion começou em 2019 com um investimento de R$ 100 milhões. A inauguração estava prevista para o ano passado, mas acabou sendo adiada devido à pandemia. Ainda em razão das normas sanitárias, o parque aquático iniciará suas operações com capacidade reduzida, sendo que o uso de máscara será obrigatório em todos os ambientes de circulação do parque. Os visitantes só serão liberados quando estiverem dentro das piscinas ou comendo na praça de alimentação.

(Fonte: https://www.msn.com/pt-br/viagem/noticias – VIAGEM / NOTÍCIAS / ESTILO DE VIDA / por Bruno Chaise / fornecido por Microsoft News

– 25/06/2021)

Powered by Rock Convert
Share.