Cyll Farney, contracenou com os atores Grande Otelo e Oscarito

0
Powered by Rock Convert

O galã das chanchadas

 

Cyleno Dutra e Silva (14 de setembro de 1925 – Rio de Janeiro, 14 de março de 2003), ator foi um dos mais requisitados galãs dos estúdios da Atlântida.

Na época de ouro da Atlântida, Cyl formava ao lado de Hélio Souto (1929-2001) o time de frente dos galãs nacionais.

 

Nascido Cyleno Dutra e Silva, o ator foi um dos mais requisitados galãs da Atlântida, participando de mais de 20 filmes.

 

De nome artístico de Cyll Farney, o ator chegou ao auge na década de 50, depois de A Escrava Isaura, de 1949, participando de quase vinte filmes, muitos rodados no mesmo ano: Noites em Copacabana (1950), Um Beijo Roubado (1950), Aí Vem o Barão (1951), Areias Ardentes (1952), Carnaval Atlântida (1952), Colégio de Brotos (1955), Chico Viola Não Morreu (1955), E o Espetáculo Continua (1958), O Homem do Sputnik (1959), entre outros.

 

 

Sob a direção de nomes com Carlos Manga, José Carlos Burle (1910-1983) e Euripedes Ramos, entre outros, contracenou com Grande Otelo, Oscarito, José Lewgoy, Paulo Autran, Eliana, Odete Lara, e até com seu irmão, o cantor Dick Farney, morto em 1987.

 

 

Nos anos 60, ainda fez bastante chanchada. Vieram Cacareco Vem Aí (1960), Entre Mulheres e Espiões (1961) e As Sete Evas (1962), de Carlos Manga. Mas no início dos anos 70, sua carreira começou a esfriar, e nos 70 abandonou o trabalho na frente das câmeras e passou a investir na carreira de produtor.

oexploradorPowered by Rock Convert

 

 

Entre seus últimos filmes estão A Infidelidade ao Alcance de Todos (1972), Um Virgem na Praça (1973), Este Rio Muito Louco (1977), e o raro O Pai do Povo, dirigido por Jô Soares.

 

 

Cyl Farney fez sucesso na década de 50 nas chanchadas dos estúdios da Atlântida e da Vera Cruz. Farney contracenou com os atores Grande Otelo e Oscarito

 

 

Aos 21 anos, Cyl Farney deu início a sua carreira e se tornou nacionalmente famoso nos anos 1940 e 1950 por sua participação em produções da Atlântida. Ao todo ele fez 37 filmes, entre eles “Escrava Isaura”, de 1949.



Farney trabalhou durante pouco tempo na televisão e chegou a fazer algumas novelas. Nos últimos anos, dedicava-se a sua própria produtora de filmes.

Sua última aparição na TV foi na minissérie “Hilda Furacão”, da Globo.

Cyl Farney era irmão do músico Dick Farney.

Cyll Farney morreu em 14 de março de 2003, aos 78 anos, no Hospital Adventista Silvestre, em Santa Teresa, no Rio de Janeiro. Após sofrer uma parada cardiorrespiratória.

(Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/folha/reuters/ult112u29678 – da Reuters, no Rio de Janeiro – 14/03/2003)

(Fonte: http://www.terra.com.br/exclusivo/noticias/2003/03/14/000 – GENTE & TV – NOTÍCIAS – 14 de março de 2003)

(Fonte: https://www.terra.com.br/istoegente/190/aconteceu – Edição 190 – ACONTECEU – TRIBUTO / por Dirceu Alves Jr. – 23/03/2003)

Powered by Rock Convert
Share.