Carlos Josaphat, religioso atuou contra a ditadura e junto com Paulo Freire, Darcy Ribeiro e Frei Mateus Rocha defendia um projeto de educação popular

0
Powered by Rock Convert

O religioso Frei Carlos Josaphat atuou contra a ditadura e, junto com Paulo Freire, Darcy Ribeiro e frei Mateus Rocha, defendia um projeto de educação popular

Teólogo, pesquisador, escritor e professor. Natural de Minas Gerais, religioso também atuou em São Paulo, Rio de Janeiro e França.

 

 

Frei Carlos Josaphat Pinto de Oliveira (Abaeté, em Minas Gerais, 4 de novembro de 1921 – Goiânia, 9 de novembro de 2020), religioso atuou contra a ditadura e junto com Paulo Freire, Darcy Ribeiro e Frei Mateus Rocha defendia um projeto de educação popular.

 

Natural de Minas Gerais, ele era teólogo, pesquisador, escritor e professor. O religioso também atuou em vários estados, como São Paulo e Rio de Janeiro, e fora do país, na França.

 

Doutor Honoris Causa pela PUC-SP em 2014, Frei Carlos Josaphat integrava a Ordem dos Pregadores (Dominicanos), era teólogo e escritor.

 

Carlos Josaphat nasceu em 4 de novembro de 1921, em Abaeté (MG). Aos 12 anos, deixou a cidade para estudar no Seminário Menor da Diamantina (MG). Posteriormente, transferiu-se para Petrópolis (RJ), para estudar Filosofia e Teologia. Foi ordenado em 8 de dezembro de 1945.

 

oexploradorPowered by Rock Convert

Ingressou na Ordem dos Dominicanos em julho de 1953. No mesmo ano, partiu para a França, onde permaneceu até o primeiro semestre de 1957. Nesse período, teve o primeiro contato com os grandes teólogos Karl Rahner (1904-1984), e os dominicanos Yves Congar e Marie-Dominique Chenu.

Também conheceu Jacques Maritain, Etienne Gilson e Emmanuel Mounier. Voltando ao Brasil, ainda em 1957, foi encarregado de orientar os estudos dos dominicanos no País, tarefa que exerceu até dezembro de 1963.

 

Na década de 1960, Frei Carlos tornou-se conhecido por seu engajamento em questões da atualidade, chegando a fundar, com o apoio da Juventude Universitária Católica (JUC) e da Ação Popular (AP), o semanário Brasil Urgente. Esse periódico circulou entre março de 1963 e 1° de abril de 1964, quando foi fechado pelo regime militar.

 

Biografia

O frei nasceu no dia 4 de novembro de 1921, em Minas Gerais. Ele deixou a cidade aos 12 anos para estudar no Seminário Menor da Diamantina, no mesmo estado.
Carlos se mudou para Petrópolis, no Rio de Janeiro, para estudar filosofia e teologia. De acordo com a arquidiocese, ele foi ordenado em 8 de dezembro de 1945. O padre viajou para a França em 1953, onde permaneceu por quatro anos.
Na década de 1960, ele fundou, com o apoio da Juventude Universitária Católica (JUC) e da Ação Popular (AP), o semanário Brasil Urgente. O informativo foi publicado durante um ano, até ser fechado pelo regime militar.
Frei foi pesquisador, escritor de vários livros, conferencista, professor emérito da Universidade de Friburgo, professor da Escola Dominicana de Teologia (EDT), do Instituto de Teologia de São Paulo (ITESP) e doutor honoris causa pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo.

Concílio

Devido à ditadura, o dominicano teve que se exilar na Europa. Nessa ocasião, participou da terceira sessão do Concílio Vaticano como um dos assessores teológicos, chegando a acompanhar a elaboração da Constituição Dogmática Lumen gentium.

De volta ao Brasil no segundo semestre de 1994, Frei Carlos passou a residir no convento dominicano anexo à Paróquia Sagrada Família, na Região Episcopal Ipiranga. Nessa época, voltou a lecionar na Escola Dominicana de Teologia, no Instituto Teológico do Estado de São Paulo (ITESP) e em outras universidades do Brasil, além de ter publicado inúmeros livros. Estudioso de Santo Tomás de Aquino, comentou as questões sobre a Justiça da Suma Teológica.

Frei Carlos também era professor emérito da Universidade de Friburgo, na Suíça, Doutor Honoris Causa pela PUC Pontifícia Universidade Católica de São Paulo em 2014. Atualmente, ele residia no convento dominicano em Goiânia.

Carlos Josaphat faleceu em 9 de novembro de 2020, aos 99 anos. O frei, que completou 99 anos no último dia 4, estava hospitalizado há um mês em Goiânia.

Carlos Josaphat morava há dois anos no Convento da Paróquia São Judas Tadeu, no Setor Coimbra.

O corpo do frei foi levado de Goiânia até Abaeté, em Minas Gerais, onde ele nasceu.

(Fonte: https://osaopaulo.org.br/noticias – NOTÍCIAS / Por Redação 10 de novembro de 2020)

© Jornal O São Paulo 2013-2020 – Todos os direitos reservados

(Fonte: https://g1.globo.com/go/goias/noticia/2020/11/10 – GOIÁS / NOTÍCIA / Por Jamyle Amoury*, G1 GO – 10/11/2020)

*Jamyle Amoury é integrante do programa de estágio entre TV Anhanguera e Faculdade Sul Americana (Fasam), sob orientação de Elisângela Nascimento.

Powered by Rock Convert
Share.