“Sou o verão fecundo!/ Nasce no céu profundo/ Mais rútilo e arrebol…/ A vida se levanta…/ A natureza canta…/ Sou a estação do sol!” Olavo Bilac (1865-1918), poeta brasileiro, no poema O Verão, do livro Poesias Infantis (Empório do Livro).

0
Powered by Rock Convert

“Sou o verão fecundo!/ Nasce no céu profundo/ Mais rútilo e arrebol…/ A vida se levanta…/ A natureza canta…/ Sou a estação do sol!”

Olavo Bilac (1865-1918), poeta brasileiro, no poema O Verão, do livro Poesias Infantis (Empório do Livro).

(Fonte: Revista Caras – ANO 22 – N° 51 – Edição 1154 – 18 de dezembro de 2015 – CITAÇÕES – Pág: 52)

Share.