Pierre Nkurunziza, presidente do Burundi, governava o país, um dos mais pobres do planeta, desde 2005

0
Powered by Rock Convert

Pierre Nkurunziza, presidente do Burundi

Mandatário governava o país desde 2005

 

 

Pierre Nkurunziza (18 de dezembro de 1964 – 8 de junho de 2020, Karuzi, no centro-leste de Burundi), presidente da República do Burundi, país africano, um dos mais pobres do planeta.

 

oexploradorPowered by Rock Convert

O mandatário governava o Burundi, na África Subsaariana, desde 2005, mas seu mandato terminaria em agosto de 2020, quando ele seria sucedido por Évariste Ndayishimiye, vencedor das eleições de maio.

 

Em 2015, sua decisão de concorrer a um terceiro mandato jogou o país em uma crise política que levou à morte de mais de 1,2 mil pessoas. As eleições de maio de 2020 ocorreram em plena pandemia de coronavírus e tiveram uma vitória folgada de Ndayishimiye, protegido de Nkurunziza, com 71,45% dos votos.

A controversa decisão de Nkurunziza de concorrer a um terceiro mandato em 2015 mergulhou o país em uma forte crise marcada por atos violentos que causaram pelo menos 1.200 mortes, centenas de milhares de deslocados e uma forte repressão da oposição e dos meios de comunicação.

‘Essência divina’

As eleições de 20 de maio ocorreram apesar da epidemia de Covid-19: milhares de apoiadores compareceram em massa aos comícios de campanha, e no dia da eleição os eleitores se aglomeraram em filas nos centros de votação sem tomar nenhuma medida de prevenção.

De origem hutu (maioria no país), Nkurunziza era um evangelista cristão, convencido de que sua autoridade era de essência divina.

Elevado ao posto de “Guia Supremo do Patriotismo” pela Assembleia Nacional, em fevereiro de 2020, Nkurunziza, que concentrou todos os poderes em suas mãos, continuou como presidente do muito influente Conselho de Sábios do partido.

Durante a guerra civil do Burundi, na qual morreram cerca de 300 mil pessoas entre 1993 e 2006, Pierre Nkurunziza conseguiu sobreviver quatro meses gravemente ferido em um local pantanoso.

Foi ali, segundo ele, que teve a revelação divina de que algum dia governaria o Burundi.
Ele nasceu em 18 de dezembro de 1964 no berço de uma família rica. Em 1972, seu pai foi assassinado em um massacre que dizimou a elite hutu.

Pierre Nkurunziza faleceu em 8 de junho de 2020, aos 55 anos, vítima de uma parada cardíaca, em um hospital de Karuzi, no centro-leste do país.

O presidente do Quênia, Uhuru Kenyatta, e o primeiro-ministro da Etiópia, Abiy Ahmed, expressaram suas condolências.

O falecimento foi anunciado pela Presidência do país africano na terça (9). “O governo da República do Burundi anuncia com grande tristeza aos cidadãos e à comunidade internacional a morte inesperada de sua excelência Pierre Nkurunziza”, diz o comunicado.

(Fonte: https://www.terra.com.br/noticias/mundo – NOTÍCIAS / MUNDO / Por ANSA – 9 JUN 2020)
(Fonte: https://g1.globo.com/mundo/noticia/2020/06/09 – MUNDO / NOTÍCIA / Por France Presse – 09/06/2020)
Powered by Rock Convert
Share.