Paul Conrad, cartunista conhecido por suas provocativas charges políticas que lhe valeram três Prêmios Pulitzer

0
Powered by Rock Convert

Ficou famoso por suas charges políticas que provocavam a ira das autoridades

Paul Conrad -  Vencedor de três prêmios Pulitzer (Foto: Reprodução)

Paul Conrad –
Vencedor de três prêmios Pulitzer (Foto: Reprodução)

Paul Conrad, premiado cartunista, ficou conhecido por suas provocativas charges políticas que lhe valeram três Prêmios Pulitzer

Cartunista Paul Conrad morreu no sábado, 4 de setembro, 2010. (Foto: AP)

Cartunista Paul Conrad morreu no sábado, 4 de setembro, 2010. (Foto: AP)

Poucos foram os políticos famosos que escaparam das sarcásticas charges em preto e branco de Conrad, um dos cartunistas mais proeminentes da segunda metade do século XX. As caricaturas eram amadas ou odiadas, mas nunca deixavam opiniões indiferentes durante os mais de 50 anos de carreira.

O ex-jornalista ficou conhecido por causa das muitas charges políticas que produziu ao longo de seus 50 anos de carreira, a maior parte delas ridicularizando figurões importantes do governo dos Estados Unidos. Ele se destacou especialmente com as críticas que fazia a dois presidentes norte-americanos: Richard Nixon e Ronald Reagan. O primeiro declarou certa vez que o cartunista estava em sua famosa lista negra, designação que Conrad considerou uma grande honra.

Os trabalhos dele foram impressos em vários jornais e revistas do mundo todo. Mas Conrad ficou mais famoso por sua atuação como cartunista-chefe do Los Angeles Times, veículo onde publicou por quase 30 anos (entre 1964 e 1993) diversas tirinhas de caráter liberal que provocavam discussões sobre temas como a desigualdade social.

oexploradorPowered by Rock Convert

Consideradas bastante ousadas para a época, as charges eram um sucesso entre os leitores, mas detestadas pela maioria dos políticos conservadores. Suas tirinhas em preto e branco lhe renderam três prêmios Pulitzer (1964, 1971 e 1984), conquista que poucos outros cartunistas conseguiram alcançar.

Seus trabalhos, de postura liberal, cutucavam políticos e enfureciam os mais conservadores. Conrad ganhou três Prêmios Pulitzer (1964, 1971 e 1984), uma façanha só igualada por outros dois cartunistas na era posterior à Segunda Guerra Mundial. Ele trabalhou entre 1964 e 1993 como cartunista-chefe do “Los Angeles Times”, além de fazer trabalhos para vários outros periódicos no mundo. Durante mais 30 anos, esteve vinculado ao diário “The Times”.

Paul Conrad morreu nest sábado aos 86 anos. Conrad morreu por causas naturais em sua casa em Rancho Palos Verdes.

(Fonte: http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo – n1237770298396 – MUNDO – EFE – 04/09/2010)

(Fonte: http://rollingstone.uol.com.br/noticia – por DA REDAÇÃO 6 de Set. de 2010)

Powered by Rock Convert
Share.