Márcia Real, atriz e dubladora, atuou em novelas como Bebê a Bordo e Quatro por Quatro

0

Atriz Márcia Real, lenda da TV brasileira, atuou em novelas como Bebê a Bordo e Quatro por Quatro.

 

 

Márcia Real e Marcos Frota em ‘Mico Preto’, de 1990 — (Foto: Acervo TV Globo)

 

Intérprete iniciou carreira na Rede Tupi e se destacou no papel de ricaças

 

Márcia Real (São Paulo, 6 de janeiro de 1931 – Ibiúna, São Paulo, 15 de março de 2019), atriz e dubladora que atuou em novelas da Rede Globo, com frequência em papéis cômicos, nome artístico de Eunice Alves.

 

Entre seus papéis de maior sucesso estão duas mulheres ricaças de novelas cômicas: Áurea Menezes Garcia, em Mico Preto (1990), e Isadora, em Quatro por Quatro (1994). Ela também foi Valquíria, em Bebê a Bordo (1988).

 

A carreira dela teve um início inusitado: quando era adolescente, encontrou-se com a atriz Bibi Ferreira (1922-2019), com quem conversou e que acabou conseguindo um papel para ela na peça Minhas Queridas Esposas.

 

Márcia Real é o nome artístico de Eunice Alves, que além de atriz foi também dubladora.

Nascida Eunice Alves, a atriz teve uma longa carreira, começando na Rádio Tupi e fazendo a transição para a TV, onde fez um super sucesso nas décadas de 1950 e 1960. Fez novelas, começando com Corações em Conflito na TV Excelsior (1964), mas também trabalhou no cinema (Amadas e Violentadas foi um dos maiores sucessos, em 1976), como dubladora (na primeira temporada da série clássica A Feiticeira) e apresentadora, comandando por dez anos o programa Clube dos Artistas com Aírton Rodrigues.

Ela começou a carreira na Rádio Tupi e, na televisão, iniciou na TV Tupi. Foi por dez anos apresentadora do Clube dos Artistas, ao lado de Airton Rodrigues.

Ganhou o prêmio de melhor atriz do Troféu Imprensa em 1961.

Na Globo, atuou em novelas como Bebê a Bordo (1988), De Corpo e Alma (1992) e Quatro por Quatro (1994).

Márcia Real também fez novelas na Record (Canoa do Bagre) e no SBT (O Direito de Nascer).

Após quase dez anos longe das novelas, em Bebê a Bordo na Globo, em 1988. Seu último trabalho na TV foi em SPA TV Fantasia, da TV Gazeta, em 2003, mesma época que fez participação no filme Avassaladoras, seu último trabalho como atriz.

Seu último trabalho foi uma participação no filme Avassaladoras, em 2002.

Márcia Real faleceu em Ibiúna, São Paulo, em 15 de março de 2019, aos 88 anos.

(Fonte: https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2019/03/15 – SÃO PAULO / NOTÍCIA / Por G1 SP – 15/03/2019)

(Fonte: https://contigo.uol.com.br/noticias/ultimas – NOTÍCIA / Por Revista Contigo! – 15/03/2019)

(Fonte: GAÚCHA ZH – ANO 55 – N° 19.348 – 16 E 17 de março de 2019 – TRIBUTO / MEMÓRIA – Pág: 28)

Share.