Luise Rainer, se tornou uma lenda ao ser a primeira a conquistar duas vezes seguidas a estatueta mais cobiçada do cinema

0
Powered by Rock Convert

Luise Rainer, primeira atriz a ganhar dois Oscar consecutivos

Luise Rainer como Anna em "The Great Ziegfeld" (Foto: cometoverhollywood.com/Reprodução)

Luise Rainer como Anna em “The Great Ziegfeld” (Foto: cometoverhollywood.com/Reprodução)

Luise Rainer (Düsseldorf, 12 de janeiro de 1910 – Londres, 30 de dezembro de 2014), foi a primeira atriz a vencer dois Oscar consecutivos. Conquistou a estatueta mais cobiçada do cinema em 1936 e 1937.

Estrela de filmes como “Escapade” (1935), “A Grande Valsa” (1938), “Labirintos do Destino” (1937) e “Escola Dramática” (1938), Luise, que nasceu na Alemanha e construiu carreira de sucesso nos EUA, foi a primeira a ganhar duas vezes seguida o Oscar de melhor atriz, por seus papéis em “Ziegfeld – O criador de estrelas” e “Terra dos Deuses”.

 

Luise Rainer foi a primeira a ganhar duas vezes seguida o Oscar de melhor atriz (Imagem: Divulgação)

 

Judia, fugiu do nazismo em 1935 já como uma respeitada atriz local. Depois da rápida ascensão, não conseguiu emplacar novos papéis relevantes nem no cinema nem no teatro. Luise retornou à Europa para estudar medicina. Posteriormente, dedicou-se a ajudar órfãos da Guerra Civil Espanhola e chegou a encenar para tropas aliadas no norte da África e na Itália durante a II Guerra Mundial.

Alemã de origem, Luise Rainer tinha nacionalidade americana e morava e Londres. Nascida em Düsseldorf, Rainer se tornou uma lenda nos anos 1930 ao ser a primeira a conquistar duas vezes seguidas a estatueta mais cobiçada do cinema, em 1936 e 1937, com ‘Ziegfeld – O criador de estrelas’ e ‘Terra dos Deuses’. Ao todo, apenas cinco atores ou atrizes conseguiram o feito na história.

oexploradorPowered by Rock Convert

Rainer foi uma estrela durante os anos 30, mas sua última grande participação em um filme ocorreu em 1943. Depois, se afastou das telonas e, por muito tempo, só fez aparições pontuais em séries de televisão. Segundo ela, ganhar o Oscar foi o pior que poderia ter acontecido.

Muitos anos depois, a atriz voltou temporariamente ao cinema para participar de uma adaptação do livro ‘O jogador’, de Fiodor Dostoievski (1821-1881), que estreou em 1997.

Rainer começou a carreira como atriz de teatro em Düsseldorf e depois se transferiu para Viena, na Áustria, em 1931, onde foi dirigida pelo lendário Max Reinhardt (1873-1943) . Na década de 30, fez seus primeiros papéis cinematográficos em filmes alemães para depois ser contratada por Hollywood.

Em 1960, foi convidada por Federico Fellini (1920-1993) para atuar no clássico La Dolce Vita, mas desistiu de participar devido a uma cena de sexo com o protagonista, Marcello Mastroianni (1924-1996).

Luise Rainer faleceu em 30 de dezembro de 2014, aos 104 anos, foi vítima de uma pneumonia em casa, em Londres.

(Fonte: Veja, 7 de janeiro de 2015 – ANO 48 – Nº 1 – Edição 2407 – DATAS – Pág: 28)

(Fonte: http://g1.globo.com/pop-arte/cinema/noticia/2014/12 – CINEMA – Da EFE – 30/12/2014)

(Fonte: https://cinema.uol.com.br/noticias/redacao/2017/06/23 – ENTRETENIMENTO – Filmes e séries/ Por André Nery /Colaboração para o UOL – 23/06/2017)

Powered by Rock Convert
Share.