Joan Lee, mulher e musa inspiradora de Stan Lee, criador de alguns dos mais populares super-heróis dos quadrinhos

0
Powered by Rock Convert

 

Joan Lee, mulher e musa inspiradora de Stan Lee

 

Joan Lee

O quadrinhista JOAN LEE, e sua esposa, Joan Lee – (Foto: Chris Pizzello / AP)

 

Joan Lee (Newcastle-on-Tyne, na Inglaterra, – Los Angeles, 6 de julho de 2017), ex-modelo, dubladora e escritora, mulher do ícone dos quadrinhos Stan Lee

Esposa do criador de alguns dos mais populares super-heróis dos quadrinhos, Joan Lee, nasceu em Newcastle-on-Tyne, na Inglaterra, ainda escreveu um romance, “The Pleasure Palace”, de 1987.

Stan Lee casou com a modelo britânica Joan Clayton Boocock, a quem ele chamava de Joanie, em 5 de dezembro de 1947.

Esse foi o segundo matrimônio de Joan, que foi casada com um soldado estadunidense durante a Segunda Guerra. Foi um relacionamento curto e infeliz, que terminou em divórcio.

Joan dublou duas séries que o estúdio fundado por seu marido produziu nos anos 1990, “O Quarteto Fantástico” (como Miss Forbes) e “Homem-Aranha” (como Madame Web). Ela também fez uma participação especial em “X-Men: Apocalipse” (2016). Antes, ela trabalhava como modelo de chapéus.

O famoso artista diz que sua mulher serviu de inspiração para ter continuado a trabalhar com histórias em quadrinhos entre as décadas de 1950 e 1960. Por causa dela, Lee criou, em 1961, “O Quarteto Fantástico”, que impulsionou os negócios da Marvel, dando o primeiro passo para que a empresa se transformasse na grande produtora que é hoje.

Os dois se casaram em 5 de dezembro de 1947 e tiveram dois filhos, Joan Celia e Jan (que morreu três dias após o parto, em 1953).

Joan e Stan Lee eram casados há 69 anos. Eles se casaram em dezembro de 1947 e tinham dois filhos, Joan Celia, nascida em 1950, e Jan, que viveu por apenas três dias depois de seu nascimento, em 1953.

 

oexplorador

Powered by Rock Convert

Stan Lee beija sua mulher, Joan Lee, durante cerimônia em que ganhou uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood
(Imagem: Alberto E. Rodriguez/Getty Images)

 

Em 1987, ela escreveu o romance Pleasure Palace, sobre um homem com uma vida amorosa complexa que estava construindo o mais luxuoso navio de cruzeiro.

Joan sempre teve um papel fundamental na vida de Stan Lee, como companheira, conselheira e até fonte de inspiração. Quando Lee estava deprimido e pensando em abandonar os quadrinhos, no final da década de 1950 – meses antes do início da Marvel Comics, quando a editora era conhecida como Atlas Comics –, foi ela quem sugeriu que o marido finalmente criasse o tipo de super-herói que queria ver publicado, fugindo dos moldes dos personagens infalíveis e de comportamento exemplar.

Todos os leitores de HQs sabem o que aconteceu em seguida. Stan Lee, Steve Ditko e Jack Kirby criaram o que hoje conhecemos como o Universo Marvel, introduzindo personagens como Homem-Aranha (com Ditko), Quarteto Fantástico e Hulk (com Jack Kirby), Thor (com Kirby e Steve Lieber), Homem de Ferro (com Kirby, Lieber e Don Heck), Demolidor (com Bill Everett), Doutor Estranho (com Ditko) etc.

Também existem rumores de que Joan seria a inspiração para a criação de Gwen Stacy, nas primeiras histórias do Homem-Aranha. Roy Thomas, comentou em entrevistas que muitas das mulheres criadas por Stan Lee, na década de 1960, tinham sua personalidade – e muitas vezes o visual – baseadas em Joan Lee.

Foi a mulher de Stan Lee que o inspirou a não desistir da carreira no início da década de 60, quando a Marvel o cobrava um time de super-heróis novo e ele se achava velho para a tarefa, aos 40 anos. O criador do Homem-Aranha seguiu com o estímulo da mulher e tempos mais tarde surgiria O Quarteto Fantástico.

Joan também trabalhou em algumas produções da Marvel, dublando Miss Forbes em “Quarteto Fantástico” (1994), Madame Web na serié de TV “Homem-Aranha” (1996-1998). Sua última apaição foi ao lado do marido no recente “X-Men: Apocalipse” (2016). Joan Lee também publicou um romance em 1987, “The Pleasure Palace”. Segundo sua filha, J.C., ela tinha mais três romances finalizados e não publicados.

Coincidentemente, Joan Lee morre no mesmo dia da estreia de “Homem-Aranha: De Volta ao Lar” no Brasil. Até esta quinta-feira, Stan Lee era uma das presenças confirmadas na San Diego Comic-Con, que acontece entre os dias 20 e 23 de julho.

Joan Lee morreu em 6 de julho de 2017, aos 93 anos, em Los Angeles, nos EUA. Ela sofreu um acidente vascular cerebral no começo dessa semana e foi hospitalizada. Os dois ficaram juntos por 69 anos.

(Fonte: https://oglobo.globo.com/cultura – CULTURA/ POR O GLOBO – 07/07/2017)

(Fonte: https://entretenimento.uol.com.br/noticias/redacao/2017/07/06 – ENTRETENIMENTO – Livros e HQs / Do UOL, em São Paulo – 06/07/2017)

(Fonte: http://www.universohq.com – UNIVERSO HQ / Por Sérgio Codespoti – 7 julho, 2017)

(Fonte: Zero Hora – Ano 54 – N° 18.826 – 11 julho 2017 – TRIBUTO – Pág: 33)

Powered by Rock Convert
Share.