Ivens Dias Branco, era administrador da M. Dias Branco, uma das maiores empresas de alimentos do país, empresário fazia parte da lista de pessoas mais ricas do mundo da revista Forbes

0
Powered by Rock Convert

Empresário cearense Ivens Dias Branco atuava na M. Dias Branco, indústria do setor alimentício.

 

 

Francisco Ivens de Sá Dias Branco (Cedro, 3 de agosto de 1934 – São Paulo, 24 de junho de 2016), empresário cearense, presidente do Conselho de Administração da indústria alimentícia M. Dias Branco

 

O cearense listado entre os 10 mais ricos do Brasil era natural de Cedro, fez da padaria do pai um gigante dos negócios, que hoje reúne milhares de funcionários em instalações em diferentes estados. Em 1953, Ivens começou a trabalhar com Manuel, seu pai, imigrante português, e, em menos de três décadas, transformou a Padaria Fortaleza em um dos maiores complexos industriais da América Latina.

 

 

O empresário administra desde 1953 a M. Dias Branco, uma das maiores companhias de alimentos do Brasil, produtora de biscoitos, massas, bolos, lanches, farinha de trigo, margarinas e gorduras vegetais em todo o Brasil.

 

 

O Grupo M. Dias Branco tem 14 fábricas e 13 distribuidoras, onde são gerados 16.007 empregos. O grupo atua nos segmentos de trigo, snacks, bolos, refino de óleo, gorduras, margarinas, cremes vegetais, biscoitos, bolachas, massas finas e massas populares e planeja entrar no mercado de chocolates e barras de cereais.

 

 

Ele era administrador da M. Dias Branco, uma das maiores empresas de alimentos do país, atuando em setores de farinha de trigo, margarinas, gorduras vegetais e produção de biscoitos, bolos, ente outros produtos.

 

 

O grupo tem mais de 14 fábricas, 13 distribuidoras e emprega mais de 16 mil funcionários.

 

 

O cearense ocupava o cargo de presidente do Conselho de Administração da indústria de sua família. Ele estava à frente da M. Dias Branco desde 1953, quando assumiu aos 19 anos de idade. Ele foi responsável pela expansão do negócio, que havia começado como Padaria Imperial, em Fortaleza.

 

Fortuna

 

 

O empresário fazia parte da lista de pessoas mais ricas do mundo da revista Forbes. Ele tinha um fortuna avaliada em 3,3 bilhões de dólares. Com isso, ocupava a 854ª colocação na lista mundial e 17ª entre os brasileiros.

 

 

Perfil

 

 

Francisco Ivens de Sá Dias Branco nasceu em 1934, tinha 81 anos. Em um estado pobre, Ivens construiu um mar de oportunidades e capitaneou o crescimento industrial e econômico. As raízes do grupo atravessaram o Atlântico.

 

 

De Portugal, onde nasceu o pai, Manuel Dias Branco, veio para o Brasil. Anos depois, a família se instalou em Fortaleza e fincou as bases do desenvolvimento de um dos maiores conglomerados econômicos da América Latina a partir de uma pequena padaria. Hoje, o grupo M. Dias Branco é um dos dez maiores produtores de massas e de biscoitos em todo o mundo.

 

 

Líder nacional no setor, as marcas e os produtos, como a Fábrica Fortaleza e a Richester, fazem parte da vida do cearense. No primeiro trimestre de 2016, o grupo teve receita de R$ 1,1 bilhão.

 

 

Visionário, é considerado o primeiro bilionário da região Nordeste. A fortuna de quase R$ 10 bilhões foi apontada pela revista Forbes como uma das 20 maiores do Brasil.

 

 

 

Tribuna de Honra

 

O primeiro perfilado do Tribuna de Honra foi Ivens Dias Branco em 2014. O projeto do Sistema Jangadeiro homenageou personalidades cearenses que contribuíram para o desenvolvimento do estado.

 

 

Confira a linha do tempo do empresário:

 

1934

 

Nasce Francisco Ivens de Sá Dias Branco, no Cedro.

 

1936

 

 

Manuel se muda para Fortaleza e adquire a Padaria Imperial, na avenida Visconde do Rio Branco.

 

 

1940

 

 

Razão social da empresa se torna M. Dias Branco & Irmãos.

 

 

1951

 

 

É construída a Padaria Fortaleza, na rua João Cordeiro.

 

 

1953

 

 

 

Manuel se desentende com irmãos e convida Ivens a ser sócio.

 

 

 

1957

 

 

 

Ivens se casa com Maria Consuelo Saraiva Leão.

 

 

1967

 

 

 

Ivens assume o comando da empresa.

 

 

1976

 

 

 

Empresa compra terreno da futura sede, no Eusébio.

 

 

 

1978

Powered by Rock Convert

 

 

Lançada a linha de biscoitos Richester.

 

 

 

1980

 

 

 

 

Todas as atividades passam a funcionar no Eusébio.

 

 

 

1992

 

 

 

É inaugurado o Moinho Dias Branco, que passou a fabricar insumos.

 

 

 

1995

 

 

 

Morre Manuel Dias Branco, em Aveiro, Portugal.

 

 

 

 

2002

 

 

 

É inaugurada a divisão Gorduras e Margarinas Especiais (GME), que fabrica insumos.

 

 

2003

 

 

M. Dias Branco adquire a Adria, dona das marcas Isabela, Basilar e Zabet. É inaugurado o Terminal Portuário Cotegipe, na Bahia, além do Grande Moinho Aratu.

 

 

2005

 

 

É inaugurado o Grande Moinho Tambaú, na Paraíba.

 

 

 

2006

 

 

M. Dias Branco abre 25% de seu capital na bolsa de valores.

 

 

 

2008

 

 

A empresa compra a Vitarella.

 

 

 

2011

 

 

 

Em novas aquisições, o grupo assume o controle das marcas Pilar, Estrela, Pelaggio e Salsito.

 

 

 

 

2012

 

 

 

Em outra aquisição, o grupo assume o Moinho Santa Lúcia, das marcas Predilleto e Bonsabor.

 

 

2014

 

 

Ivens Dias Branco deixa a presidência executiva e assume a presidência do conselho da M. Dias Branco. Em seu lugar, fica o filho Ivens Júnior.

 

 

 

Ivens Dias Branco faleceu aos 81 anos , em 24 de junho de 2016, no hospital Albert Einstein, em São Paulo. Ele morreu em decorrência de complicações durante uma cirurgia cardíaca.

 

Nota de pesar
O governador do Ceará, Camilo Santana, considerou Ivens Dias Brancos “um dos mais notáveis empreendedores de nosso Estado e de nosso País”. “Um homem que, com sua visão de futuro e obstinação, construiu um dos mais sólidos e importantes grupos empresariais do Brasil, tendo contribuído de forma significativa para o desenvolvimento do Ceará”, afirmou o governador.

 

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, lamentou por meio de nota o falecimento do empresário. “A figura do homem e do empresário Ivens Dias Branco será sempre, para todos nós, uma referência de importância fundamental, quer seja pelo comportamento ético e cordato que marca sua trajetória, quer seja pela espírito arrojado e empreendedor que inspira a todos”, disse.

 

O presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, Zezinho Albuquerque, também manifestou pesar pela morte do empresário. “A sociedade cearense sofre uma perda irreparável com a partida do empreendedor Ivens Dias Branco. Empresário com atuação em vários setores, empregador de muitos brasileiros e ser humano exemplar, Ivens Dias Branco deixa grandes recordações para todos aqueles que com ele conviveram. Decreto, a partir de hoje, luto oficial de três dias, no Poder Legislativo Cearense.”

 

Já o sistema Fiec classificou Ivens Dias Branco como “visionário”. “Empresário visionário, iniciou aos 19 anos sua trajetória, quando, ao lado do pai, Manuel Dias Branco, passou a desenvolver sua aptidão empreendedora para os negócios com simplicidade, criatividade e praticidade. O presidente Beto Studart e a diretoria da FIEC consideram uma perda irreparável  de um empreendedor exemplo de trabalho e determinação para o Ceará e para o Brasil.”

(Fonte: Zero Hora – Ano 53 – N°18.501 – 27 de junho de 2016 – TRIBUTO / MEMÓRIA – Pág: 35)

(Fonte: http://g1.globo.com/ceara/noticia/2016/06 – CEARÁ / NOTÍCIA / Do G1 CE – 24/06/2016)

(Fonte: https://exame.abril.com.br/negocios/empresario- NEGÓCIOS / EMPRESÁRIO / Por Victor Caputo – 25 jun 2016)
(Fonte:  https://tribunadoceara.com.br/noticias/cotidiano-2 – Tribuna do Ceará / NOTÍCIAS  / COTIDIANO – 24 de junho de 2016)
(Fonte: https://economia.estadao.com.br/noticias/geral – NOTÍCIAS / GERAL / Economia & Negócios – 24 de junho de 2016)
Powered by Rock Convert
Share.