Guilherme Palmeira, ministro aposentado do Tribunal de Contas da União (TCU), ex-senador e ex-governador de Alagoas

0
Powered by Rock Convert

Ex-governador de Alagoas e pai do prefeito de Maceió, Guilherme Palmeira era ministro aposentado do Tribunal de Contas da União (TCU).

 

 

Guilherme Palmeira (Maceió, 25 de dezembro de 1938 – 4 de maio de 2020), ministro aposentado do Tribunal de Contas da União (TCU), ex-senador e ex-governador de Alagoas.

 

Palmeira foi prefeito de Maceió entre 1989 e 1990, senador por Alagoas (1983-1988, 1991-1999) e governador do estado (1979-1982). No seu governo, nomeou Fernando Collor como prefeito de Maceió, no início dos anos 1980, o pontapé da trajetória que levaria o atual senador a ser eleito presidente da República em 1990. Ele também era ministro aposentado do Tribunal de Contas da União (TCU).

 

Alagoano de Maceió, Guilherme Gracindo Soares Palmeira nasceu em 25 de dezembro de 1938. Formou-se bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Logo depois iniciou sua carreira política, sendo eleito deputado estadual em Alagoas em 1966. Foi secretário estadual e, depois, governador de Alagoas, entre 1979 e 1982. No seu governo, nomeou Fernando Collor como prefeito de Maceió.

 

Palmeira foi prefeito de Maceió entre 1988 e 1990 — em 1990, ele renunciou a esse mandato para disputar uma vaga no Senado. Ele foi senador por dois mandatos (1983-1989 e 1991-1998). Também foi ministro do TCU entre 1999 e 2008 (e presidiu esse tribunal em 2006). Em 2008, ele se aposentou da vida pública.

 

oexploradorPowered by Rock Convert

 

Foi integrante do antigo partido Aliança Renovadora Nacional (Arena) e um dos fundadores Partido da Frente Liberal (PFL). Elegeu-se deputado estadual por três vezes, sendo sua primeira vitória em 1966. Foi governador de Alagoas em 1979 e senador da República na década de 1990.

 

Em 1994, foi indicado candidato a vice-presidente na chapa de Fernando Henrique Cardoso pela coligação União, Trabalho e Progresso, e permaneceu nessa condição até agosto daquele ano.

Assumiu como ministro do Tribunal de Contas da União em 1999 e presidiu a Corte de Contas no período de setembro a dezembro de 2006; no ano seguinte atuou como vice-presidente. Aposentou-se como ministro do TCU, de forma compulsória, no dia 13 de outubro de 2008.

 

Guilherme Palmeira era irmão de Vladimir Palmeira, opositor do regime militar e ex-deputado federal pelo PT do Rio de Janeiro (1986-1990).

 

Ele era pai do prefeito de Maceió, Rui Palmeira, da servidora pública Solange Palmeira, e era casado com a arquiteta Suzana Pameira.

Guilherme Palmeira faleceu em 4 de maio de 2020, aos 81 anos.

(Fonte: https://g1.globo.com/al/alagoas/noticia/2020/05/04 – ALAGOAS / NOTÍCIA / Por Anna Pontes, G1 AL – 04/05/2020)

(Fonte: Agência Senado)

Powered by Rock Convert
Share.