Foi uma das primeiras mulheres negras de sucesso no cinema

0

A atriz foi indicada ao Oscar por ‘O gângster’

Ruby Dee foi uma das primeiras mulheres negras de sucesso no cinema

 

Ruby Dee foi uma das primeiras mulheres negras de sucesso no cinema (Reprodução/Getty Images)

 

Atriz e ativista americana de direitos civis

Atriz de teatro e cinema, poeta, cenógrafa e produtora e pioneira entre as atrizes negras de Hollywood, Dee começou sua carreira na década de 1940 e atuou em mais de 70 filmes e 40 peças de teatro.

A aclamada atriz e ativista de direitos civis Ruby Dee, cuja versátil carreira incluiu passagens pelo rádio, televisão e cinema, que costumava atuar ao lado do marido, Ossie Davis, com quem foi casada durante 56 anos, foi indicada ao Oscar de melhor atriz coadjuvante quando tinha 83 anos, pelo papel em “O Gângster” (2007), de Ridley Scott. Também venceu um Emmy e concorreu a vários outros prêmios. Mesmo com a idade avançada, não parou de trabalhar.

Ela e o marido, compartilharam 11 produções teatrais e cinco filmes durante suas longas carreiras paralelas.

 

FILE – In this Sept. 23, 1963 file photo, Nesta foto de 23 de setembro de 1963, Ossie Davis e Ruby Dee aparecem na estreia do filme ‘Gone are the days!’ (1963), baseado na peça de Davis, ‘Purlie Victorious’. Os dois foram casados por 56 anos – AP

 

Também trabalharam no rádio com o programa “The Ossie Davis and Ruby Dee story hour”, que abordava temas de interesse da população negra. Davis dirigiu um dos filmes em que atuaram juntos, “Countdown at Kusini” (1976).

A lendária Ruby Dee, atriz norte-americana que ganhou vários prêmios, como Emmy, Grammy e Screen Actor Guild Award, entre outros. Tanto na Broadway como em Hollywood, fez muito sucesso. Ela se destacou em uma época em que as mulheres negras não tinham muito espaço como artistas.

Entre seus maiores trabalhos estão Take It From The Top, na Broadway, Faça a Coisa Certa, filme de Spike Lee e All God Children, na televisão. Seu marido, Ossie David, assim como ela, foi uma grande figura no movimento de Direitos Civis.

Ela se destacou em “O sol tornará a brilhar”, em 1961, e em “O gângster”, em 2007, que lhe valeu uma indicação ao Oscar de melhor atriz coadjuvante aos 83 anos.

Com seu marido e colaborador Ossie Davis, Ruby Dee também foi uma personalidade importante na luta pelos direitos civis nos Estados Unidos, amiga de Martin Luther King e de Malcolm X.

Entre os filmes mais famosos de Dee está “O sol tornará a brilhar” (1961). Ela tem mais de 100 produções no currículo.

(Fonte: https://oglobo.globo.com/cultura/filmes – CULTURA – FILMES / por O GLOBO / COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS – 12/06/2014)

(Fonte: https://diversao.r7.com/pop/cinema – POP – CINEMA – Do R7 – 

Share.