Foi um dos pioneiros da televisão no Rio Grande do Sul

0

Foi um dos pioneiros da televisão no Rio Grande do Sul

 

Ivo Facca, pioneiro da televisão no RS. (Foto: Andréa Graiz / Agencia RBS)

 

Ivo foi o responsável pela instalação das emissoras do Grupo RBS no interior do estado e da televisão a cabo entre 1975 e 1990

 

 

Ivo Facca (Itália, 1936 – Punta del Este, no Uruguai, 16 de novembro de 2018), engenheiro italiano, trabalhou por duas décadas no Grupo RBS, foi um dos pioneiros da televisão no Rio Grande do Sul. Ivo foi diretor de tecnologia da RBS TV por mais de duas décadas. Ele foi o responsável pela instalação das emissoras do Grupo RBS no interior do estado e da televisão a cabo entre 1975 e 1990.

 

Reconhecido pela capacidade de formação de profissionais, também participou do projeto de expansão empresarial para Santa Catarina.

Um dos nomes mais importantes nos setores técnico e de implantação de tecnologia em rádio e televisão no Rio Grande do Sul e no Brasil, Facca, nascido em San Quirino, na Itália, emigrou ainda na infância para a Argentina, onde se formou em Engenharia Eletrônica pela Universidade de Buenos Aires. Foi no país vizinho que começou a trabalhar com TV. De lá, ele partiu com a esposa, Sofia Olga Zarwansky de Facca, para o Uruguai, onde trabalhou no Canal 12 de Montevidéu e na TV Monte Carlo.
Residindo em Porto Alegre, o engenheiro ingressou no Grupo RBS em 1974. De diretor técnico, passou a diretor de tecnologia, tornando-se responsável pela expansão da rede de cobertura da Rádio Gaúcha e da RBS TV no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. Facca também participou da implementação de links de satélite e do sistema de TV a cabo e de marcos regulatórios no Brasil e em outros países.
Viajando muito pelo Brasil e ao Exterior, sempre em busca do que de mais moderno houvesse em sua área, Facca, por sua excelência na carreira, acabou sendo chamado, carinhosamente, de Mister Satélite e Mestre da Tecnologia.

Facca nasceu na Itália. Nos últimos anos tinha residência no Brasil e em Punta del Este, no Uruguai.

 

Devido ao diagnóstico da doença de Parkinson, o italiano acabou se aposentando em 1994. Vivia entre a capital gaúcha e o balneário uruguaio, onde encontrou melhores condições de atendimento médico.

 

Ivo Facca morreu em 16 de novembro de 2018, aos 82 anos, em Punta del Este, no Uruguai. Ele sofria de mal de Parkinson.

 

Presidente Emérito do Grupo RBS, Jayme Sirotsky comentou: —Em um tempo em que a tecnologia começava a avançar, Ivo Facca foi um companheiro nosso sempre muito atualizado e que permitiu, com o seu conhecimento, que a RBS TV e também as rádios estivessem no estado da arte para a operação, o que nos ajudou a perseguir a liderança. Além disso, era um homem de bem.

 

Nelson Sirotsky, ex-presidente do Grupo RBS e hoje integrante do Conselho de Administração, afirmou: — Ivo Facca deu uma grande contribuição para a RBS. Foi um engenheiro com profundos conhecimentos tecnológicos, à frente de sua época. Um ser humano diferenciado por sua ética e seus princípios de vida.

(Fonte: https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2018/11/17 – RIO GRANDE DO SUL – NOTÍCIA / Por RBS TV – 17/11/2018)

Share.