Elton Medeiros, melodista e letrista referência para gerações, autor de clássicos do samba carioca como O Sol Nascerá, Peito Vazio, Injúria, Onde a Dor Não Tem Razão, Mascarada e Pressentimento

0
Powered by Rock Convert

Compositor e lenda do samba

 

Autor de clássicos como ‘O Sol Nascerá’ e ‘Onde a Dor Não Tem Razão’, e foi parceiro de Cartola e Paulinho da Viola

 

 

Elton Antônio Medeiros (Rio de Janeiro, 22 de julho de 1930 – Rio de Janeiro, em 3 de agosto de 2019), sambista, compositor e radialista. Elton Medeiros era um dos maiores nomes do samba brasileiro. O artista integrou o grupo Os Cinco Crioulos junto com Nelson Sargento, que o chamava de O Grande Mestre.

O sambista compôs diversas músicas, tocando também com nomes como Paulinho da Viola, Cartola, Nelson Cavaquinho, entre outros grandes sambistas.

A última canção de autoria de Elton Medeiros foi “O Sol Nascerá”, em parceria com Cartola. A música é tema de abertura da novela “Bom Sucesso”, da TV Globo, gravada por Zeca Pagodinho e Teresa Cristina. A composição, que é de 1961, também havia sido gravada por Nara Leão e Elis Regina.

Autor de clássicos do samba carioca como O Sol NasceráPeito VazioInjúriaOnde a Dor Não Tem RazãoMascaradaPressentimento e tantos outros, melodista e letrista referência para gerações, Elton Medeiros foi parceiro de Cartola, Paulinho da Viola, Zé Keti e Hermínio Bello de Carvalho.

 

Nascido no Rio de Janeiro, no dia 22 de julho de 1930, Elton Medeiros compôs o primeiro samba aos 8 anos, com um dos nove irmãos. Tocou sax horn, trombone e bateria e foi integrante de orquestra. Foi do grupo fundador de três escolas de samba. Também administrador (graduou-se pela Faculdade de Ciências Políticas e Econômicas do Rio), gravou 25 discos nas últimas cinco décadas. É admirado principalmente pela beleza de suas melodias.

 

O artista integrou o grupo Os Cinco Crioulos junto com Nelson Sargento. Sua estreia em disco foi em 1965, com o grupo A Voz do Morro. Neste ano, ele integrou o elenco do musical Rosa de Ouro.

 

 

Trajetória no samba

 

Elton Medeiros compunha os primeiros sambas e saía em blocos carnavalescos já aos 14 anos de idade.

Mais tarde, ele fundaria o bloco Tupi de Brás de Pina, posteriormente elevado à condição de escola de samba.

Transferiu-se para a Escola de Samba Aprendizes de Lucas, onde permaneceu até a recente fusão com a Unidos da Capela, a atual Escola de Samba Unidos de Lucas.

 

Elton, que era atuante nos movimentos em prol da música popular brasileira, fundou a Ala dos Compositores de Aprendizes de Lucas e foi um dos grandes incentivadores do Zicartola, célebre bar criado pelo também sambista Cartola e a esposa, Dona Zica.

 

O Grande Mestre também participou de musicais como o Rosa de Ouro e, com o poeta Walmir Ayala, escreveu o espetáculo Chão de Estrelas, baseado na vida do compositor Orestes Barbosa.

 

Powered by Rock Convert

Em 2010, quando ele completou 80 anos, Elton Medeiros viu-se baqueado por problemas de saúde. Em março daquele ano, sofreu um enfarte. Em outubro, para não perder a visão do olho esquerdo, submeteu-se a uma cirurgia de catarata e glaucoma.

 

 

Elton Medeiros faleceu aos 89 anos, no Rio de Janeiro, em 3 de agosto de 2019. Recentemente, Medeiros passou um mês internado, mas havia voltado para casa. Na segunda-feira, 2, ele passou mal e foi levado de volta ao hospital.

(Fonte: https://www.terra.com.br/diversao/musica – DIVERSÃO / MÚSICA – 4 set 2019)

(Fonte: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2019/09/04 – RIO DE JANEIRO / NOTÍCIA / Por Elza Gimenez e Enildo Viola, TV Globo – 04/09/2019)

(Fonte: Zero Hora – ANO 56 – N° 19.496 – 5 de SETEMBRO de 2019 – TRIBUTO / MEMÓRIA – Pág: 34)

Powered by Rock Convert
Share.