Elmer Bernstein, um dos mais versáteis compositores da história do cinema, com mais de 200 trabalhos

0
Powered by Rock Convert

Elmer Bernstein (Nova York, 4 de abril de 1922 – Califórnia, 18 de agosto de 2004), foi um dos mais versáteis compositores da história do cinema, com mais de 200 trabalhos assinados.

Compositor da música de Sete Homens e um Destino, que foi usada como tema das propagandas de Marlboro.

A morte do compositor nova-iorquino Elmer Bernstein, 82 anos, deixou o cinema órfão de um grande autor de trilhas sonoras. Vencedor do Oscar com Positivamente Millie (Thoroughly Modern Millie) em 1967, o músico participou de grandes sucessos de bilheteria como “O Sol é para todos” (To Kill a Mockingbird), Sete Homens e um Destino (The Magnificent Seven) e até Caça-fantasmas (“Ghostbusters”).

Em meio século de carreira, o músico compôs trilhas sonoras para mais de 200 filmes, várias séries e espetáculos para a tevê. Foi indicado 14 vezes ao Oscar, levando a estatueta por Positivamente Millie (Thoroughly Modern Millie) em 1967.

“A arte de realmente apoiar um filme dramaticamente, onde o compositor é praticamente uma extensão do roteiro – isso é muito raro hoje em dia, o que torna a morte de Bernstein ainda mais triste”, disse à Times Marilyn Bergman, presidente da Associação Americana de Compositores, Autores e Editor.

Bergman destaca que Bernstein era um compositor completo. “Ele foi treinado para o clássico e podia fazer de tudo”, acrescentou.

Lukas Kendall, editor da revista Film Score Monthly, disse em 2003 que Bernstein esteve tantas vezes nos créditos de filmes como compositor de jazz ou de western, mas nunca se deixou rotular.

Powered by Rock Convert

Sua primeira apresentação ao piano foi aos 15 anos, no New Yorks Steinway Hall, e frequentou mais tarde a famosa Juilliard School of Music e a Universidade de Nova York.

A carreira de Bernstein foi prejudicada durante a era McCarthy, anos 50, quando o músico foi colocado na lista negra do governo por simpatizar com as causas dos movimentos de esquerda, lembra o Times.

Passou a se dedicar ao cinema então, trabalhando em “Sete Homens e um Destino”, “O Homem do Braço de Ouro”, “Os Dez Mandamentos”, entre outros filmes.

Em uma entrevista ao jornal Times, ao 79 anos, Bernstein disse que não tinha planos de se aposentar. “Não me lembro de ter feito outra coisa na minha vida”, disse. “Eu acho que fiz a diferença. É um privilégio incrível para o ser humano olhar para trás e ser capaz de dizer que contribuiu para milhões e milhões de pessoas se sentirem melhores, por pelo menos duas horas.”

O músico, que nasceu no dia 4 de abril de 1922 em Nova York, era casado com Eve e tinha quatro filhos e cinco netos.

Bernstein morreu em 18 de agosto de 2004, em Ojai, Califórnia, depois de um longo período doente, segundo a empresária do compositor, Kathy Moulton, citada pelo Los Angeles Times.

(Fonte: http://noticias.uol.com.br/ultnot/afp/2004/08/19/ult32u9026 – ÚLTIMAS NOTÍCIAS – LOS ANGELES, 19 ago (AFP) – LOS ANGELES, 19 ago (AFP) – 19/08/2004)

(Fonte: Veja, 25 de agosto de 2004 – ANO 37 – N° 34 – Edição 1868 – DATAS – Pág: 100)

Powered by Rock Convert
Share.