Bernie Wrightson, desenhista que criou o Monstro do Pântano

0
Powered by Rock Convert

Bernie Wrightson, o desenhista que criou o Monstro do Pântano

Lenda dos quadrinhos

 

Bernie Wrightson, lenda dos quadrinhos (Foto: Sam Maronies Entertainment Funhouse/ Divulgação)

Bernie Wrightson, lenda dos quadrinhos (Foto: Sam Maronies Entertainment Funhouse/ Divulgação)

 

Artista também fez capas de livros para Stephen King e artes para o cinema

Bernard Albert “Bernie” Wrightson (Dundalk, Maryland, 27 de outubro de 1948 – Austin, Texas, 19 de março de 2017), quadrinista americano, lendário desenhista de histórias em quadrinhos, foi um dos criadores do Monstro do Pântano.

Conhecido por ajudar a criar e dar forma definitiva ao Monstro do Pântano, personagem que ganhou revista em quadrinhos da DC Comics nos anos 1970, Bernie Wrightson, tem entre seus trabalhos mais famosos os desenhos de uma adaptação de “Frankenstein” para os quadrinhos. Também desenhou capas de vários livros de Stephen King.

Nascido em Maryland (EUA) em outubro de 1948, Wrightson co-criou o Monstro do Pântano, um personagem que evidenciou seu estilo icônico e detalhista e colaborou para que ele se tornasse uma lenda entre quadrinistas de todos os gêneros. 

Wrightson começou a atuar profissionalmente com apenas 20 anos de idade, em 1968, na edição #179 da revista House of Mystery. Alguns de seus trabalhos notáveis incluem ilustrações para uma adaptação de Frankenstein de Mary Shelley, a participação na criação do Monstro do Pântano em 1971, colaborações com o autor de horror Stephen King, entre outros méritos artísticos.

Conhecido pelos quadrinhos de horror nos anos 1970, Wrightson começou a se interessar em desenhar quadrinhos assistindo às videoaulas do autodidata Jon Gnagy (1907-1981) e fazendo um curso por correspondência da Famous Artists School. Depois de começar como ilustrador de jornal em 1966, Wrightson conseguiu mostrar seu trabalho ao então editor da DC Comics, Dick Giordano (1932-2010), e conseguiu um trabalho como freelancer na editora.

oexploradorPowered by Rock Convert

Wrightson criou o Monstro do Pântano em 1971 com o roteirista Len Wein. Entre 1968, quando passou a trabalhar na DC, e 1971, o desenhista simplificou seu estilo, que ficou célebre pelo traço detalhista com que primeiro fazia o lápis e depois artefinalizava seus quadrinhos com bico-de-pena.

Além de quadrinhos, Wrightson criou artes conceituais de “filmes como Os Caça-Fantasmas, Galaxy Quest e Homem-Aranha”. Sua colaboração com outras esferas não se resumiu aos meios editoriais. Wrightson também fez artes conceituais para vários filmes, entre os quais “Os caça-fantasmas”, “Galaxy Quest” e “Homem-aranha”.

Wrightson “passou sete anos desenhando aproximadamente 50 ilustrações com pena e tinta” para o projeto Frankenstein, algo que o artista dizia “estar entre meus trabalhos mais pessoais”.

Bernie Wrightson faleceu em 19 de março de 2017, em Austin no Texas. O americano de 68 anos lutava contra um câncer no cérebro. 

Vários artistas lamentaram a morte de Wrightson. Mark Hammil, o Luke Skywalker da saga “Guerra nas Estrelas”, disse que ele está entre os “grandes de todos os tempos”. O diretor Joss Whedon levantou “um brinde” ao ilustrador. O editor e quadrinista Jim Lee disse que ele era “gentil tanto quanto era talentoso”.

“As linhas dele, evocativas, de mestre, eram simplesmente um negócio sem paralelo. E ele era tão bondoso quanto era talentoso”, escreveu Jim Lee

(Fonte: https://omelete.uol.com.br/quadrinhos/noticia – QUADRINHOS – HQ/LIVROS/ Por MARCELO HESSEL – 19/03/2017)

(Fonte: Zero Hora – ANO 53 – N° 18.729 – 20 de março de 2017 – TRIBUTO – Pág: 31)

(Fonte: https://oglobo.globo.com/cultura/livros – CULTURA – LIVROS/ POR O GLOBO – 20/03/2017)

Powered by Rock Convert
Share.