A primeira rede social do mundo, foi a primeira rede a permitir criação de perfis, envio de convite para amigos e organização de grupos

0
Powered by Rock Convert

SixDegrees: sete curiosidades sobre a primeira rede social do mundo

Lançado em 1997, site foi o primeiro a permitir que usuários criassem perfis, enviassem convites para amigos e organizassem grupos

 

 

O site SixDegrees é considerado a primeira rede social da web, lançado em 1997, quando a conexão ainda era discada. A proposta do serviço, baseado na teoria dos seis graus de separação, era que as pessoas se conectassem a desconhecidos e formassem laços de amizade – algo inédito até então. A plataforma foi precursora de sites como Orkut, rede social que fez muito sucesso no início dos anos 2000, e FacebookInstagram Twitter, que são as mais famosas da atualidade.

 

O serviço foi a primeira rede a permitir que os usuários criassem perfis, enviassem convites para amigos e organizassem grupos. O site chegou a ter cerca de 3,5 milhões de usuários – número expressivo para a época –, mas não sobreviveu por muito tempo. Ainda assim, deixou sua marca na história da Internet. A seguir, o TechTudo lista sete curiosidades sobre o SixDegrees para você saber mais sobre o funcionamento da primeira rede social do mundo.

 

 

1. Tem origem na teoria dos seis graus de separação

A rede social SixDegrees foi batizada conforme a teoria dos seis graus de separação, que defende que cada pessoa no mundo está a seis graus de qualquer outro indivíduo. Em outras palavras, seriam necessários no máximo seis laços de amizade para você chegar a personalidades como Bill Gates, Barack Obama e Oprah Winfrey.

 

Experimento do Facebook põe à prova teoria dos seis graus de separação — (Foto: Divulgação/Facebook)

 

 

oexploradorPowered by Rock Convert

A teoria foi posta à prova pelo Facebook em 2016, 19 anos após a criação do SixDegrees. Em um experimento, a rede social de Zuckerberg analisou sua base de usuários ativos e concluiu: “cada pessoa no mundo (pelo menos entre os 1,59 bilhão de usuários ativos no Facebook) está ligada a todas as outras pessoas por uma média de 3,5 graus de separação”.

2. Foi a primeira rede a permitir criação de perfis, envio de convite para amigos e organização de grupos

Lançado em 1997, o SixDegrees foi a primeira rede social a permitir que os usuários criassem perfis, enviassem convites para amigos, organizassem grupos e navegassem por perfis de outras pessoas. Embora já houvesse serviços de bate-papo, como o ICQ, esse modelo de conexão era algo totalmente novo até então.

 

3. Chegou a ter mais de 3,5 milhões de usuários

O SixDegrees alcançou a marca de cerca de 3,5 milhões de usuários. O número pode parecer pequeno se comparado às métricas das redes sociais atuais, mas é bastante expressivo se considerarmos que estamos falando do final dos anos 90.

4. Enviava e-mails para atrair novos membros

Em entrevista ao programa Witness History, da rádio BBC, o criador do SixDegrees, Andrew Weinreich, disse que a rede social utilizava e-mails para chegar a potenciais novos membros. “[A mensagem] dizia ‘Nick, Andrew te adicionou como colega ou amigo’, qualificando a relação das duas pessoas”, explicou. Segundo ele, o e-mail também pedia que o usuário confirmasse a relação e adicionasse novos contatos.

A estratégia pode parecer antiquada nos dias atuais, mas fazia bastante sentido à época. “Hoje você recebe uma mensagem nova e amaldiçoa o spam que acabou de chegar ao seu e-mail. Acontece que, no começo, as caixas de entrada não eram desorganizadas. A maior parte das pessoas sequer recebia e-mails, então a gente ficava feliz ao receber uma mensagem nova”, comentou Weinreich.

 

5. Não tinha fotos

Você consegue imaginar uma rede social sem fotos? Pense como seria entrar no Facebook, por exemplo, e não saber como é o rosto das pessoas porque não há foto do perfil. Certas redes sociais, por sua vez, perderiam completamente o sentido sem o suporte às fotografias, como é o caso do Instagram.

Se você pudesse se transportar para o final dos anos 90 e navegar no SixDegrees, provavelmente acharia tudo muito estranho, já que a rede social não tinha fotos. Os próprios usuários do SixDegrees sentiam a necessidade de ter uma fotografia associada ao perfil, conforme conta Weinreich em entrevista à rádio BBC.

 

“Quando lançamos [o SixDegrees], no final dos anos 90, a maioria das pessoas não tinha uma câmera fotográfica digital. Então começamos a receber a solicitações do tipo ‘Se eu enviar uma foto por correio, vocês poderiam digitalizá-la?’ Fizemos o trabalho de tentar descobrir que tipo de linha de montagem precisaríamos construir para digitalizar fotos e associá-las às contas das pessoas. Eu gostaria que tivéssemos sido capazes de resolver esse problema”, disse Weinreich.

6. Motivos para fracasso

Em 1999, dois anos após seu lançamento, o SixDegrees foi vendido à YouthStream Media Networks por US$ 125 milhões. A rede social foi desativada no ano seguinte. Embora o SixDegrees tivesse milhões de usuários registrados, nem todos participavam ativamente da rede. Isso porque, no final dos anos 90, a conexão à Internet era bastante instável e limitada. Além disso, não havia muitas coisas para fazer no SixDegrees, cujas funções praticamente se limitavam à adição de amigos.

Entre os motivos para o fracasso do serviço está também o timing: antes da virada do milênio, não parecia haver sentido em se conectar a desconhecidos. Poucos anos mais tarde, entretanto, as pessoas já estavam mais receptivas ao conceito de rede social. Prova disso é que em 2003 foi lançado o MySpace, que se manteve como o maior site de rede social do mundo até junho de 2008.

7. Serviu de inspiração para outras redes

 

Friendster: rede social surgiu em 2002 e aproveitou conceito dos seis graus de separação — (Foto: Divulgação/Friendster)

 

O sucesso do SixDegrees, ainda que relâmpago, abriu caminho para o surgimento do Friendster, em 2002. O site usou um conceito de grau de separação bem parecido com o da extinta rede social, apelidou-o de “Círculo de Amigos” e promoveu a ideia de que uma comunidade online só pode existir entre pessoas que realmente têm interesses comuns. Nos dois anos seguintes, 2003 e 2004, surgiram o MySpace e o Facebook, respectivamente. Ambas redes sociais aproveitaram a arquitetura e incorporaram recursos do SixDegrees.

(Fonte: https://www.techtudo.com.br/listas/2020/05 – APPS / REDES SOCIAIS / Por Ana Letícia Loubak, para o TechTudo – 30/05/2020)
Powered by Rock Convert
Share.