A primeira general de quatro estrelas do Brasil

0
Powered by Rock Convert

Academia militar quebra paradigma e põe mulheres para formação de combate

Em quatro décadas, uma delas poderá ser a primeira general de quatro estrelas do Brasil

 

Academia Militar das Agulhas Negras

 

 

A Aman (Academia Militar das Agulhas Negras) deu início em 5 de fevereiro à formação de combate da primeira turma de cadetes com presença de mulheres.

 

 

A solenidade de início dos cursos específicos das sete armas do Exército (Infantaria, Cavalaria, Artilharia, Engenharia, Intendência, Comunicações e Material Bélico) marcou uma quebra de paradigma na escola responsável pela preparação de todos os oficiais do Exército brasileiro: em aproximadamente 40 anos, uma dessas mulheres poderá ser a primeira general de quatro estrelas do Brasil.

 

 

O comandante da Academia, general Gustavo Henrique Dutra, classificou a data como “histórica” em discurso de saudação às novas turmas.

Powered by Rock Convert

 

 

O Exército já tem presença feminina na organização desde os anos 1990, mas restrita a áreas de apoio. Profissionais de áreas administrativas só podem chegar à patente de coronel; oficiais médicas tem como horizonte máximo general de três estrelas. As oficiais dedicadas ao combate poderão chegar ao topo da carreira, em quatro décadas.

 

 

A Aman recebeu no ano passado a primeira turma com 10% de mulheres do total de 450 cadetes.

 

 

Depois de um primeiro ano de estudos genéricos, a partir do segundo ano tem início a formação específica das Armas. Por enquanto, mulheres só podem se dedicar a Intendência e Material Bélico.

 

(Fonte: https://www1.folha.uol.com.br/poder/2019/02 – PODER – RESENDE, RJ (FOLHAPRESS) – 06/02/19)

Powered by Rock Convert
Share.