Wes Craven, foi considerado o ícone do terror por dirigir filmes como “A hora do pesadelo” (1984) e “Pânico” (1996)

0
Powered by Rock Convert

Wes Craven, diretor de ‘Pânico’ e ‘A hora do pesadelo’

Wes Craven, um dos mais influentes cineastas americanos do terror (www.wescraven.com)

Wes Craven, um dos mais influentes cineastas americanos do terror (www.wescraven.com)

Considerado um ícone do terror, ele foi o criador de Freddy Krueger.

O cineasta americano Wes Craven, ícone do terror e diretor de filmes como 'A hora do pesadelo' (1984) e 'Pânico' (1996), em foto de 16 de outubro de 2010 (Foto: Matt Sayles/AP)

O cineasta americano Wes Craven, ícone do terror e diretor de filmes como ‘A hora do pesadelo’ (1984) e ‘Pânico’ (1996), em foto de 16 de outubro de 2010 (Foto: Matt Sayles/AP)

 

Wes Craven (Cleveland, Ohio, 2 de agosto de 1939 – Los Angeles, 30 de agosto de 2015), cineasta americano considerado o ícone do terror por dirigir filmes como “A hora do pesadelo” (1984) e “Pânico” (1996).

Prolífico cineasta de horror, o cineasta dirigiu o clássico ‘A Hora do Pesadelo’ e também estava por trás de outro sucesso, ‘Pânico’, dos anos 1990.

Nascido em Cleveland (Ohio) em 2 de agosto de 1939, Craven se formou em literatura inglesa, psicologia e filosofia e foi professor de Humanidades na Universidade de Clarkson, em Potsdam (Nova York) antes de dedicar ao cinema, inicialmene na função de editor de som. Chegou a trabalhar também como taxisita.

Seu primeiro filme como diretor e roteirista foi “Aniversário macabro” (1972), inspirado na obra de Ingmar Bergman “A fonte da donzela” (1960). O longa de Craven teve um “remake” que ele próprio produziu, “A última casa” (2009).

Só voltou a dirigir cinco anos depois da estreia, em “Quadrilha de sádicos” (1977), outra história de terror, seguida de “Bênção mortal” (1981) e “O monstro do pântano” (1982).

Freddy Krueger (Robert Englund) em 'A hora do pesadelo' (1984) (Foto: Divulgação)

Freddy Krueger (Robert Englund) em ‘A hora do pesadelo’ (1984) (Foto: Divulgação)

Seu maior sucesso foi “A hora do pesadelo” (1984), título com o qual daria começo a uma das sagas de cinema de terror juvenil mais famosas da história.

O filme era o relato de Freddy Krueger, personagem encarnado por Robert Englund, que tinha o rosto queimado e lâminas nas mãos. Ele aparecia nos sonhos dos adolescentes para assassiná-los. “A hora do pesadelo” também contava com um novato Johnny Depp, que iniciou neste filme sua carreira de sucesso.

Freddy Krueger estrelou outros oito filmes e uma série de TV. Ficou para sempre associado à carreira de Craven, que não envolveu diretamente em nenhuma sequência, à exceção do terceiro capítulo. Em 2010, a história foi relançada com uma nova versão do filme original.

oexploradorPowered by Rock Convert

Ainda nos anos 1980, Craven fez “A maldição de Samantha” (1986) e “A maldição dos mortos-vivos” (1988).

Na década seguinte, vieram “Um vampiro no Brooklyn” (1995), com Eddie Murphy, e finalmente “Pânico” (1996). A franquia tornou Craven popular para uma nova geração de adolescentes. O terror juvenil sobre um assassino em série mascarado fez muito sucesso ao misturar terror e comédia. O longa mais recente da franquia é “Pânico 4” (2011).

As atrizes Neve Campbell (à esq.) e Rose McGowan em cena de "Pânico"; (1996), um dos principais sucesso de Wes Craven (Foto: Divulgação)

As atrizes Neve Campbell (à esq.) e Rose McGowan em cena de “Pânico”; (1996), um dos principais sucesso de Wes Craven (Foto: Divulgação)

Antes, Craven havia lançado “Música do coração” (1999), “Amaldiçoados” (2005), “Voo noturno” (2005) e “A sétima alma” (2010). Também dirigiu um segmento de “Paris, eu te amo” (2006).(

Wes Craven era casado desde 2004 com Iya Labunka, produtora e ex-vice-presidente dos estúdios Disney. Ela era sua terceira mulher.

A partir da esquerda: Skeet Ulrich, Jamie Kennedy e Matthew Lillard em cena de "Pânico"; (1996), de Wes Craven (Foto: Divulgação)

A partir da esquerda: Skeet Ulrich, Jamie Kennedy e Matthew Lillard em cena de “Pânico”; (1996), de Wes Craven (Foto: Divulgação)

A atriz Courtney Cox, foi uma das estrelas de “Pânico”. A franquia teve, ao todo, quatro filmes e arrecadou mais de US$ 600 milhões em todo o mundo.

Os atores John Magaro e Max Thieriot são observados pelo diretor Wes Craven enquanto se preparam para gravar uma cena de 'A sétima alma' (Foto: Nicole Rivelli/Rogue)

Os atores John Magaro e Max Thieriot são observados pelo diretor Wes Craven enquanto se preparam para gravar uma cena de ‘A sétima alma’ (Foto: Nicole Rivelli/Rogue)

Wes Craven morreu em 30 de agosto de 2015, aos 76 anos. Ele tinha câncer no cérebro.

“Hoje o mundo perdeu um grande homem, um amigo e um mentor, Wes Carven”, escreveu no Twitter a atriz Courtney Cox.

John Carpenter, diretor de “Halloween”, lamentou ter que se despedir de um amigo “muito cedo”.

O escritor Deepak Chopra disse ter ficado surpreso com a “morte repentina” de Craven, que havia encontrado há duas semanas “em boa forma”.

(Fonte: http://g1.globo.com/pop-arte/cinema/noticia/2015/08 – CINEMA – Do G1, em São Paulo – 30/08/2015)

Powered by Rock Convert
Share.