O primeiro nome no atletismo brasileiro a subir no pódio olímpico

0
Powered by Rock Convert

José Telles da Conceição (Rio de Janeiro, 23 de maio de 1931 – Rio de Janeiro, 18 de outubro de 1974), o mais completo atleta brasileiro, recordista brasileiro, em 1957, dos 100 metros rasos (10 segundos e 2 décimos) e em 1955 dos 200 metros rasos (20 segundos e 8 décimos), ambos não superados. Recordista brasileiro dos 100 metros com barreiras, somente em 1973 foi superado seu recorde, de 1954, de salto em altura (2 metros).

O eclético José Telles da Conceição fez história no atletismo brasileiro como o primeiro nome da modalidade a subir no pódio olímpico. Foi o ganhador de medalhas de bronze das Olimpíadas de 1952 e dos Jogos Pan-Americanos do México em 1955. Professor de atletismo no Estado da Guanabara e do Sesc, chefe de planejamento do Conselho Nacional de Desportos (CND). Telles da Conceição foi assassinado a tiros, no dia 18 de outubro de 1974, aos 42 anos, no Rio de Janeiro.
(Fonte: Veja, 30 de outubro de 1974 – Edição 321 – DATAS – Pág; 48)
(Fonte: www.cbat.org.br)

Conquistou a primeira medalha do atletismo brasileiro em Olimpíadas

José Telles da Conceição

Data de Nascimento31/05/1931

Natural deRio de Janeiro/RJ

oexploradorPowered by Rock Convert

Esporte Amador

De família humilde, o grande sonho dele quando criança era ser engenheiro. Mas foi no atletismo que construiu a sua carreira. A história triunfal de José Telles da Conceição começou quando Messias, um então integrante da equipe de atletismo do Vasco, viu o estilo físico dele (era alto e magrelo) e percebeu que este era o adequado para um atleta. Convidou-o então para participar de uma competição amadora no SESI. José Telles venceu todas as provas que disputou, com exceção do salto em altura, por ironia. A excelente performance valeu o convite para treinar no Vasco.

Logo que chegou ao clube, ganhou destaque tanto no salto em altura quanto nas provas de pista. Os excelentes aparelhos que ficavam na antiga pista localizada no entorno do campo em São Januário, fez Telles descobrir também que era versátil. Tal característica fez tornar-se um grande atleta de pentatlo, mas como não gostava de competir na modalidade, não investiu nela. Apesar das características de atleta, não gostava de treinar, o que prejudicava o seu desempenho. Tal fato foi determinante para sua saída do Vasco, que sempre tinha um controle rígido com seus atletas, não importando quem fosse.

A saída não agradou a Telles, que foi treinar por outro clube. Mas era inegável que tudo o que aprendeu foi nos tempos cruzmaltinos. Telles saiu do Vasco como um dos melhores atletas do Brasil para conquistar a primeira medalha do atletismo brasileiro em Olimpíadas.

Foi nos Jogos Olímpicos de Helsinque, em 1952, na Finlândia, que o atleta conquistou a terceira colocação no salto em altura e ficou com o bronze. Telles saltou 1,98m, seis centímetros a menos que o medalhista de ouro, o americano Walter Davis. A conquista do carioca, no entanto, foi ofuscada pelo ouro de Adhemar Ferreira da Silva no salto triplo poucos dias depois.

Responsável por finalizar o percurso da tocha no Estádio do Pacaembu, na abertura do Pan-Americano de 1963, em São Paulo, José Telles da Conceição teve fim trágico. Ele morreu aos 43 anos, assassinado dentro de seu carro em uma praia do Rio de Janeiro.

(Fonte: www.semprevasco.com – Esportes)

Powered by Rock Convert
Share.